Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1085
Título: Caracterização do perfil de consumo de benzodiazepinas na Cova da Beira : experiência profissionalizante na vertente de farmácia comunitária e investigação
Autor: Carvalho, Joana Marques
Palavras-chave: Benzodiazepinas
Benzodiazepinas - Indicadores de consumo
Farmácia comunitária - Farmacêutico - Utente
Data de Defesa: Jun-2012
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: O presente trabalho está dividido em dois capítulos: Capítulo I – Relatório de Estágio em Farmácia Comunitária e Capítulo II – Caraterização do perfil de consumo de benzodiazepinas na Cova da Beira. O Relatório de Estágio em Farmácia Comunitária está subdividido em várias áreas respeitantes aos medicamentos e sua dispensa, ao aconselhamento farmacêutico, à manipulação de medicamentos, determinação de parâmetros bioquímicos e fisiológicos e à contabilidade e gestão. O estágio em farmácia comunitária permitiu-me conhecer mais e melhor as verdadeiras funções e competências de um farmacêutico. Mostrou-me que o farmacêutico, enquanto profissional de saúde tem um papel determinante no aconselhamento do utente, tendo o poder de modificar hábitos, transmitir conhecimentos, dar segurança na utilização dos medicamentos e de outros produtos de saúde e indicar, em cada situação, qual o melhor tratamento. O projeto de investigação consistiu na caraterização do perfil de consumo de benzodiazepinas na Cova da Beira. Esta é uma região do interior marcadamente desfavorecida que propicia o consumo deste tipo de fármacos. Assim, registou-se um elevado consumo de fármacos com indicações para a ansiedade, perturbações do sono e depressão. As mulheres são o género que mais consome estes medicamentos (58,9%). São as faixas etárias mais jovens as que mais consomem medicação para a ansiedade enquanto as mais velhas consomem medicação para perturbações do sono. De entre as benzodiazepinas, as mais consumidas apresentam ação ansiolítica (93%) e, dentro destas, as com ação intermédia são as mais utilizadas (62,5%). O alprazolam é a benzodiazepina com duração de ação intermédia mais utilizada (68%) sendo o diazepam a mais consumida (36,7%) dentro das com duração de ação prolongada. No que respeita às com ação hipnótica, o brotizolam é o mais consumido. A grande maioria dos inquiridos tem acesso a este tipo de medicação através da prescrição médica (81,8%). Perante estes resultados constata-se que existe uma percentagem significativa da população da Cova da Beira que consome estes fármacos e que é necessário um maior controlo sobre a utilização dos mesmos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1085
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Benzodiazepinas.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.