Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1110
Título: Avaliação da função respiratória em trabalhadores da indústria corticeira e sua relação com um padrão espirométrico compatível com suberose
Autor: Oliveira, Pedro Ribeiro de
Palavras-chave: Doença pulmonar - Suberose
Doença ocupacional - Cortiça - Suberose
Doença ocupacional - Espirometria
Doença ocupacional - Cortiça - Ricos
Data de Defesa: Mai-2012
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A suberose é uma doença do interstício pulmonar provocada pela exposição repetida ao pó e bolor da cortiça. É a doença do interstício pulmonar mais prevalente no norte de Portugal onde a indústria da cortiça se concentra. Os estudos de função pulmonar, nos doentes suberóticos, normalmente revelam um padrão restritivo. Este estudo tem como principais objectivos verificar e quantificar se o tempo e o tipo de exposição ao pó/bolor da cortiça aumentam o risco de desenvolvimento de um padrão espirométrico restritivo (compatível com suberose). O tipo de exposição (severidade) foi definido a partir do posto de trabalho. Para o efeito, selecionou-se uma amostra de 59 trabalhadores expostos ao pó/bolor da cortiça e um grupo controlo de 61 indivíduos sem exposição. Realizaram-se espirometrias a ambos os grupos. Os resultados evidenciam que o tempo e o tipo de exposição ao pó/bolor da cortiça são factores de risco para o desenvolvimento de padrão restritivo nos indivíduos expostos. Uma exposição leve acarreta um risco de desenvolver um padrão restritivo 5 vezes superior aos não expostos, a exposição moderada aumenta em sensivelmente 9 vezes esse risco e a exposição do tipo severo aproximadamente 15 vezes. Para a exposição de curta duração (inferior a 15 anos) não se obtiveram resultados estatisticamente significativos. A exposição de média duração (entre 15 e 30 anos) conduz a um risco relativo 9 vezes superior de desenvolver um padrão espirométrico restritivo relativamente ao grupo controlo, enquanto a exposição de longa duração aumenta aproximadamente 11 vezes esse risco.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1110
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Pedro Oliveira.pdf693,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.