Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1172
Título: Doente coronário agudo, um retrato global
Autor: Ivo, Rita Maria Mendes Duarte Gomes
Palavras-chave: Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares - Factores de risco
Doenças cardiovasculares - Etiologia
Síndrome coronário agudo
Data de Defesa: Mai-2012
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: Na União Europeia, quase metade das mortes ocorrem devido a doenças cardiovasculares e destas, cerca de um terço é causada por doenças coronárias agudas. São uma causa importante de incapacidade e de aumento dos custos da saúde de um país. A identificação dos fatores de risco cardiovascular presentes numa população, adquire um papel preponderante para a prevenção destas patologias. O objetivo principal deste estudo é elaborar um retrato global do doente coronário agudo tratado no Centro Hospitalar Cova da Beira, através da identificação dum conjunto de fatores de risco cardiovascular tradicionais e não-tradicionais pré-existentes que desencadearam o primeiro episódio de doença coronária aguda. Materiais e Métodos: Estudo tipo caso-controlo, observacional e transversal. Desde 19 de outubro de 2011 até 19 de março de 2012, consecutivamente, identificaram-se indivíduos no serviço de cardiologia – casos; e nos serviços de cirurgia geral e ortopedia – controlos. Aplicou-se um questionário que permitia identificar fatores de risco cardiovascular presentes na história clínica, socioeconómica, psicossocial e estilo de vida. Após a recolha dos dados, estes foram analisados estatisticamente através do Software Package for Social Sciences 17.0® para Windows®. Resultados: Obteve-se um total de 50 indivíduos, 25 em cada grupo, 20 eram do sexo masculino (80%) em ambos os grupos. A idade média foi de 63,3 ± 14 e 62,8 ± 13,8 anos para os casos e controlos, respetivamente. Comparativamente ao grupo controlo, os casos apresentaram mais indivíduos empregados (64% versus 36%, p = 0,020), mais trabalhadores no setor primário (56% versus 28%, p = 0,022), mais analfabetos (20% versus 8%, p = 0,005), maior dificuldade em aceder aos cuidados de saúde primários (p <0,001), maior consumo de chocolate (p = 0,005) e ainda uma forte tendência para excesso de peso (p = 0,062), hipercolesterolémia (p = 0,061), antecedentes familiares de doença cardiovascular (p = 0,051) e menor consumo etílico (p = 0,068). Paralelamente, os casos apresentaram também mais ansiedade (p = 0,005) e stress (p = 0,071) e uma menor qualidade de vida percecionada. Conclusões: A análise dos dados sugere que os doentes coronários agudos apresentam uma constelação de fatores que favorecem o aparecimento desta patologia, nomeadamente menor escolaridade, maior taxa de emprego, difícil acesso a consultas médicas, maior prevalência de fatores de risco tradicionais, mais ansiedade e stress e piores índices de qualidade de vida.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1172
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Rita Ivo.pdf691,49 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.