Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1239
Título: Teoria do enriquecimento dos media : suas potencialidades no âmbito das campanhas de higiene e segurança no trabalho
Autor: Gil, António José de Almeida
Palavras-chave: Media - Higiene e Segurança no Trabalho
Higiene e Segurança no Trabalho - História - Portugal
Higiene e Segurança no Trabalho - Comunicação na empresa
Data de Defesa: 2008
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A sinistralidade laboral afecta milhares de pessoas em todo o mundo, sendo um dos factores que contribui para a instabilidade familiar e social de muitas sociedades contemporâneas. Atinge a sociedade ao reduzir o ciclo activo e profissional da população, lesa a empresa diminuindo o seu poder concorrencial e perturba todo o ambiente familiar e social que o rodeia. O acidente de trabalho é considerado um dos factores negativos que prejudicam as sociedades industrializadas, contribuindo com elevadas taxas de absentismo, deficiência e mortalidade na população activa, além de lesar física e psicologicamente o acidentado. Portugal não é uma excepção em relação aos outros países; tem também uma elevada taxa de sinistralidade, destacando-se o sector da construção civil, totalizando este, metade dos sinistros ocorridos, em relação a todos os outros sectores de actividade. Para que exista uma regressão é necessário que a sociedade se mentalize que os acidentes não acontecem “só aos outros”, são parte integrante do mundo industrializado e desenvolvido em que vivemos, competindo a todos o desenvolvimento dos meios mais adequados à sua diminuição e total erradicação. Este trabalho propõe uma reflexão quanto aos meios e acções de comunicação mais adequados para uma divulgação e implementação das estratégias de mudança organizacional, no âmbito da Higiene e Segurança no Trabalho (HST), com o intuito de reduzir a sinistralidade que diariamente ocorre nos diversos locais de trabalho. Aborda o historial e evolução em Portugal da HST, caracteriza-a, considerando a sua actuação e implementação nas empresas e os seus objectivos. Foca a qualidade da teoria da comunicação sobre este assunto, a sua adequação à prossecução de implementação de acções relativas á Higiene e Segurança no Trabalho (HST), considerando-se a Media Richness Theory (MRT) aquela que mais se aproxima das suas finalidades, através de propostas e recomendações.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1239
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Teoria de Enriquecimento dos Media - Dissertação Mestrado - .pdf5,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.