Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1300
Título: Cinema e filosofia : da logopatia à askhesis filosófica
Autor: Cardoso, Joana
Palavras-chave: Cinema - Filosofia
Cinema - Logopatia
Cinema - Estudo da imagem
Cinema - Ensino da filosofia
Cinema - Nova forma de pensamento
Cinema - Filosofia - Ensino secundário
Imagem cinematográfica - Imagem-tempo
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: O presente trabalho tem como tema a relação do cinema com a filosofia. Nele pretende-se defender a tese de que o filme, ao imitar uma acção real possível está mais capacitado do que um texto tradicional para induzir nos alunos um certo estado de consciência. Para uma visão mais completa daquilo que se irá debater, começaremos por estudar o conceito imagem desde a sua origem até à sua actual apoteose. Será no segundo momento do nosso trabalho que defenderemos a importância de um elemento afectivo no acesso filosófico ao mundo, uma vez que existem certas dimensões da realidade que necessitam de ser apresentadas sensivelmente através de uma compreensão “logopatica”, racional e afectiva, de modo a que as possamos compreender plenamente. O cinema visto filosoficamente é ainda capaz de produzir conceitos - imagens que se distinguem estruturalmente dos conceitos - ideias produzidos pela filosofia escrita. É na tentativa de esclarecer esse novo tipo de conceitos que encontraremos os principais argumentos que adensam as utilidades do cinema.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1300
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Joana_Cardoso.pdf308,39 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.