Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1302
Título: A comunicação de crise e a Web 2.0 : um retrato de empresas portuguesas
Autor: Diegues, Sílvia Cristina Pires
Palavras-chave: Relações públicas - Web 2.0
Web 2.0 - Empresas - Gestão de crise
Comunicação de crise - Empresas - Estratégia
Web 2.0 - Comunicação de crise - Empresas
Facebook - Empresas
Comunicação estratégica - Empresas
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A gestão da comunicação em situação de crise é uma das principais áreas da actividade de relações públicas, fundamental na defesa e manutenção da credibilidade e bom funcionamento de uma organização. Vários modelos de gestão da comunicação de crise têm vindo a ser delineados por diferentes estudos do campo da comunicação estratégica, com o intuito de atenuar os efeitos negativos de situações problemáticas para a imagem e reputação de uma organização, seus produtos ou serviços. A liberdade de expressão proporcionada aos utilizadores da Web 2.0, aliada à rapidez na propagação de conteúdos, colocou em evidência a necessidade de as organizações encontrarem novas configurações na gestão da comunicação de crise. Cada vez mais, as empresas têm que estar atentas e conscientes do impacto que as redes sociais podem ter na sua rotina organizacional. A forma como as situações de crise nascem e se propagam no mundo da Web 2.0 impulsionou a realização deste estudo que teve como objectivo central perceber se as empresas portuguesas reúnem as condições essenciais para comunicarem eficazmente em situações de crise na Web 2.0. Através da recolha de dados junto de uma amostra de empresas nacionais, foi dada especial atenção à forma como estas se relacionam com a rede social Facebook, no que concerne à questão do issues management e da gestão da comunicação de situações de crise na Web 2.0. Da investigação desencadeada concluiu-se que apesar de terem presença nas redes sociais, as empresas portuguesas ainda não contemplam todas as directrizes e procedimentos necessários para comunicarem eficazmente em situações de crise na Web 2.0. A inexistência de um plano de comunicação de crise e de uma equipa de gestão de crise para a Web 2.0, assim como de uma aprendizagem e consciencialização prévias da dinâmica e dos perigos das redes sociais em algumas empresas, colocou em evidência o longo caminho que as empresas ainda têm que percorrer nesta área sensível da comunicação.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1302
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A comunicação de crise e a Web 2.0 Um retrato de empresas portuguesas de Sílvia Diegues m2998.pdf989,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.