Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1322
Título: O cognitivismo no cinema
Autor: Santos, Jorge Pelarigo dos
Palavras-chave: Cinema - Cognitivismo
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Este trabalho tem como objectivo a exposição e clarificação do conceito de Cognitivismo no Cinema. A abordagem cognitivista é uma abordagem relevante na produção de investigação cinematográfica, enquadrada no âmbito dos Estudos Fílmicos contemporâneos, uma vez que tenta colmatar alguns problemas que as abordagens anteriores não conseguiram resolver completa e satisfatoriamente. Esta dissertação apresenta uma série de argumentos e posições distintas que servem de base para a exposição da nossa perspectiva analítica e crítica em relação ao tema do trabalho. No primeiro capítulo irão ser expostas as principais características da abordagem cognitivista ao Cinema, o contexto teórico dos Estudos Fílmicos em que esta forma de teorização cinematográfica surgiu e também serão apresentadas algumas das potenciais linhas de investigação que esta abordagem possibilita e propõe para o futuro. Serão transmitidas as principais razões para a necessidade de uma nova abordagem ao Cinema, e para justificar essa necessidade apresentar-se-ão as principais dificuldades da Teoria cinematográfica clássica que conduziram ao presente estado de estagnação em termos de evolução teórica. Perante tais dificuldades é apresentada a postura cognitivista como uma proposta para as ultrapassar e para promover a evolução da teorização cinematográfica. No segundo capítulo abordaremos o primeiro estudo do Cinema em termos cognitivos, de que temos conhecimento, e faremos uma exposição sintetizada das ideias fundamentais que constam no livro de Hugo Münsterberg, "The Photoplay - A Psychological Study", editado em 1916. A primeira parte deste capítulo seguirá a estrutura do livro examinado e cingir-se-á à exposição das ideias de Münsterberg relativamente ao Cinema em termos psicológicos e estéticos. No final deste capítulo faremos uma análise e crítica a algumas dessas ideias, tendo como referência os argumentos de Nöel Carroll sobre as analogias de Münsterberg entre a mente e o cinema, argumentos que também irão ser examinados com o intuito de tentar estabelecer a pertinência do que foi exposto. O terceiro capítulo diz respeito à abordagem cognitivista em termos práticos de produção teórica e consistirá na exposição de um artigo científico que assume uma perspectiva cognitivista relativamente ao estudo das emoções na recepção fílmica e que reflecte muitas das premissas que este novo tipo de abordagem teórica pressupõe. Esta exposição será conduzida de forma a exemplificar esta nova postura de teorização cinematográfica contemporânea e servirá para nos aproximarmos do objectivo final deste trabalho, o de tentar estabelecer o alcance do Cognitivismo enquanto abordagem ao Cinema que se propõe fazer avançar a área de Estudos Fílmicos do seu estado de inércia. Perante tal estado de desenvolvimento da área dos Estudos Fílmicos, este trabalho é relevante na medida em que expõe e analisa uma abordagem alternativa à forma de teorização cinematográfica clássica, com o seu carácter tendencialmente psicanalítico, que tem sido pontuada por uma crescente permissividade, falta de método e tendências interpretativas que são nocivas à evolução da área de estudos em questão. Este trabalho tentará fornecer uma orientação metodológica para a criação de teoria no Cinema, expondo as principais dificuldades teoréticas convencionais e alguns dos principais erros de raciocínio lógico que deram origem à existência desses obstáculos. Para isto recorreremos às ideias e argumentos de dois dos principais defensores do Cognitivismo no Cinema, David Bordwell e Noël Carroll. Ao invés de criarmos uma dissertação que cita muitos autores de uma forma pouco aprofundada, entendemos que o objectivo deste trabalho seria melhor atingido se aprofundássemos bastante estes dois autores de referência que se assumem como extremamente relevantes para o tratamento da questão do Cognitivismo no Cinema.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1322
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação O Cognitivismo no Cinema.pdfTese425,03 kBAdobe PDFVer/Abrir
T_Mest_Jorge_Santos.pdf994,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.