Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1348
Título: Male fertility and type 2 diabetes mellitus : effect of white tea
Autor: Tomás, Gonçalo David Cabral
Palavras-chave: Diabetes mellitus - Chá branco - Fertilidade masculina
Diabetes mellitus - Camellia sinensis
Stress oxidativo - Biomarcadores
Chá branco - Antioxidante
Diabetes mellitus - Stress oxidativo
Data de Defesa: Jun-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A diabetes mellitus é um dos principais problemas de saúde pública e seu aumento de incidência está intimamente relacionado com a diminuição das taxas de natalidade. A infertilidade masculina relacionada com a diabetes tipo 2 tem sido associada ao aumento de produção de espécies reactivas de oxigénio e ao aumento do stress oxidativo testicular. O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo e o seu potencial anti hiperglicémico e antioxidante tem sido descrito em diversos estudos. Com este trabalho pretende-se investigar se o consumo de chá branco por ratos diabéticos tipo 2 pode prevenir o stress oxidativo testicular e assim preservar a qualidade espermática. Para essa finalidade, utilizou-se um modelo de rato diabético tipo 2 induzido por streptozotocina. Em animais com um mês de idade, a água foi substituída por chá branco durante dois meses e após esse período o potencial antioxidante e o stress oxidativo nos testículos foi avaliado, bem como os parâmetros espermáticos em ratos normais e em ratos diabéticos tipo 2 que consumiram água ou chá branco. O consumo de chá branco melhorou a tolerância à glucose e a sensibilidade à insulina em ratos diabéticos tipo 2. Restaurou ainda os níveis de oxidação proteica e de peroxidação lipídica para níveis presentes em ratos controlo. O potencial antioxidante testicular foi aumentado pelo consumo de chá branco em ratos diabéticos tipo 2, enquanto o stress oxidativo testicular foi diminuído. No entanto, o teor de glutationa e o seu estado redox não foram alterados. Após o consumo de chá branco por ratos diabéticos tipo 2, a concentração espermática foi aumentada, enquanto a motilidade, a viabilidade e o número de espermatozóides anormais atingiram valores normais, evidenciando que a qualidade dos espermatozóides epididimais foi restaurada. No geral, estes resultados mostram que o consumo de chá branco provoca uma melhoria acentuada nos parâmetros espermáticos e, portanto, na função reprodutora masculina em diabetes tipo 2, devido a uma diminuição significativa na produção de espécies reactivas de oxigénio nos testículos. O consumo de chá branco pode ser uma estratégia natural e económica para neutralizar os efeitos deletérios da diabetes tipo 2 na função reprodutiva masculina.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1348
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Gonçalo Tomás.pdf1,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.