Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1418
Título: Efeitos da exposição a radiação eletromagnética na função testicular e reprodutiva
Autor: Ferreira, João Alberto Peixoto
Palavras-chave: Fertilidade masculina
Espermatogénese
Testículos - Esperma - Radiação electromagnética - Telemóveis
Fertilidade masculina - Radiações electromagnéticas - Factores de risco
Data de Defesa: Mai-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A infertilidade constitui um problema grave na sociedade moderna, e o aumento da sua prevalência surge da interação complexa entre um conjunto de fatores sociais, comportamentais e biológicos. Um em cada 6 casais tem dificuldades em conceber uma gestação, e em cerca de 50% dos casais afetados o fator masculino constitui agente causal, quer primário quer associado a condições femininas. Considerando a fertilidade masculina, é um facto que a incidência de espermatogénese irregular está a aumentar devido a fatores ambientais e relacionados com o estilo de vida. De entre estes fatores, destaca-se o crescente uso de telemóveis, cujo número de utilizadores continua a aumentar a nível global. O aumento exponencial na utilização de telemóveis é acompanhado por uma preocupação crescente em relação aos seus possíveis efeitos prejudiciais na saúde humana. Vários autores defendem que a radiação eletromagnética emitida pelos telemóveis, e respetivas antenas, pode prejudicar a fertilidade. O sistema reprodutor masculino é altamente complexo e sensível a fatores intrínsecos e extrínsecos, e a radiação eletromagnética emitida pelos telemóveis pode ter efeitos nefastos na espermatogénese, reduzindo a fertilidade masculina. O objetivo da presente tese é realizar uma revisão sistemática da literatura sobre os mecanismos fisiopatológicos envolvidos nos efeitos das radiações eletromagnéticas emitidas pelos telemóveis na estrutura e função testicular, através da análise de estudos realizados em modelos humanos e animais. Nos estudos em humanos baseados na comparação dos parâmetros do esperma entre homens que usam telemóvel e homens que não usam, destacaram-se a redução na mobilidade (principalmente nos espermatozoides rapidamente progressivos), e a alteração da morfologia. Nos estudos em humanos assentes na confrontação dos parâmetros do esperma entre amostras expostas às radiações eletromagnéticas dos telemóveis e amostras de controlo, ambas provenientes do mesmo indivíduo, evidenciaram-se a diminuição na mobilidade, a quebra na viabilidade e o aumento na produção de espécies reativas de oxigénio. Nos estudos em animais sobressaíram a diminuição da mobilidade, o decréscimo na concentração do esperma e o incremento na geração de espécies reativas de oxigénio. No cômputo dos estudos em modelos humanos e modelos animais, destaca-se a mobilidade dos espermatozoides, que constituiu a característica negativamente afetada de forma mais consistente pelas radiações eletromagnéticas dos telemóveis. Mais estudos devem ser realizados, e estes devem reunir entre si uma maior homogeneidade, de forma que os dados obtidos sejam mais consistentes e fiáveis, no intuito de revelar a real influência das radiações eletromagnéticas dos telemóveis na fertilidade masculina.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1418
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação João Peixoto Ferreira 21657.pdf607,53 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.