Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1434
Título: Relação entre forma e vazio, com fantasia e imaginação : o vazio é forma, a forma é vazio : experiências fora e dentro da sala de aula
Autor: Guerra, Manuel Pereira Rodrigues
Palavras-chave: Artes visuais - Espaço
Artes visuais - Forma
Artes visuais - Vazio
Artes visuais - Forma - Ilusão óptica
Artes visuais - Volume
Artes visuais - Cor
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Este trabalho Cria e Recria a Forma e Vazio com Fantasia e Imaginação,apresentando uma forte ligação entre a Forma e Vazio. Considerando mesmo,que o vazio é forma e a forma é vazio,por outro lado, é no vazio que as formas acontecem. Além das experiências que foram desenvolvidas individualmente, também trabalhei conjuntamente em grupos com os alunos. Este trabalho ajudou a uma boa cooperação entre o professor e os alunos. Estas experiências demonstram, que os pedagogos, os professores devem dar primazia à imaginação e à criatividade, auxiliados pelas técnicas, para obtermos determinados resultados artísticos(um trabalho, uma obra…), nunca descorando a parte estética do mesmo. Considerando a Técnica como Arte, esta deve ter como objectivo principal a aproximação entre professor e alunos, entre ensinar e aprender…Em que o professor desenvolva no aluno a compreensão e entendimento na procura do seu próprio conhecimento. Assim, nada melhor que a arte,na aproximação entre professor e aluno na busca de conhecimento. Estas ligações fizeram-se,porque ao desenvolver esta tese“RELAÇÃO ENTRE FORMA E VAZIO,COM FANTASIA E IMAGINAÇÃO. O VAZIO É FORMA E A FORMA É VAZIO” em paralelo, foi pedido aos alunos para tratarem e desenvolverem este tema. Assim, em conjunto, desenvolvemos trabalhos práticos e teóricos, que de alguma maneira, ajudam à compreensão desta interessante temática. Como(uma imagem vale mais que mil palavras), esta tese é principalmente fundamentada, com experiências, imaginação, invenção e pesquisas de imagens. Transmitir dados somente com bases teóricas escritas, estaríamos a retirar às Artes Visuais e às Artes Plásticas a sua enorme existência; de magníficos efeitos visuais e perceptivos, só conseguidos na presença e em contacto com imagens… Nos nossos dias, com grande recurso às novas tecnologias, as imagens são primordiais.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1434
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O VAZIO É FORMA, A FORMA É VAZIO - M.3056.pdf38,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.