Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1460
Título: Adesão/ grau de cumprimento das jovens à vacinação contra o vírus do papiloma humano no Centro de Saúde da Covilhã
Autor: Silva, Inês Guedes Borges da
Palavras-chave: Papiloma vírus humano - Vacinação
Cancro do colo do útero - Rastreio citológico
Cancro do colo do útero - Prevenção
Papiloma vírus humano - Gardasil
Data de Defesa: Jun-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: As infeções pelo vírus do papiloma humano estão entre as doenças sexualmente transmissíveis mais importantes devido à sua associação etiológica com os cancros ano-genitais. O vírus do papiloma humano é responsável pelo desenvolvimento de cancro do colo do útero, mas também causa cancro da vulva, da vagina, do ânus, do pénis, da pele, da cabeça e pescoço (cavidade oral, esófago, faringe e outros cancros do trato gastrintestinal superior) e bexiga, bem como, lesões pré-cancerosas cervicais, vulvares e vaginais, verrugas genitais e papilomatose respiratória recorrente. O vírus do papiloma humano é uma das maiores causas de morbilidade e mortalidade, em todo o mundo sendo implicado em mais de 99.7% dos casos de cancro do colo do útero. A infeção genital por vírus do papiloma humano afeta 440 milhões de pessoas em todo o mundo. O cancro do colo do útero continua a ser o segundo cancro, a seguir ao da mama, mais comum entre as mulheres, a nível mundial. São diagnosticados aproximadamente 500 mil novos casos de cancro do colo do útero, por ano representando cerca de 10% dos cancros em mulheres, registando-se mais de 200 mil mortes por esta patologia. Em Portugal, é o quarto cancro mais frequente com cerca de 950 novos diagnósticos e 378 mortes por ano, e o segundo mais frequente entre mulheres entre os 15 e os 44 anos de idade. Portugal demonstra a maior incidência de cancro do colo do útero entre os países da União Europeia (13,5 por 100 mil habitantes, contra 10 da Europa). Estes dados aliados ao elevado custo da doença, reforçam a importância da prevenção nomeadamente, pela introdução da vacina contra o vírus do papiloma humano, em 2008, no Plano Nacional de Vacinação. Após a recolha de dados, junto da Unidade de Saúde Pública do Centro de Saúde da Covilhã, e consulta dos registos clínicos existentes no Centro de Saúde, verificou-se que a adesão à vacina, desde 27 de Outubro de 2008, até 31 de Dezembro de 2012, tem vindo a diminuir o que demonstra a necessidade de intervir junto da comunidade, particularmente junto das adolescentes em idade de vacinação e dos pais, tentando melhorar o nível de conhecimentos sobre o vírus do papiloma humano, no sentido de alterar esta tendência. Objetivos: O principal objetivo deste trabalho é conhecer a adesão e grau de cumprimento das jovens à vacinação contra o vírus do papiloma humano no centro de saúde da Covilhã, de forma a contribuir para que os profissionais desta instituição de saúde possuam uma noção mais clara de como está a decorrer a vacinação destas jovens e, ao mesmo tempo, fornecer-lhes uma ferramenta que lhes permitirá melhorar a prestação dos seus serviços. Pretende-se desta forma perceber se as estratégias adotadas pelo Centro de Saúde são eficazes e ao mesmo tempo determinar os pontos fortes e os pontos a melhorar nesta instituição, de modo a aumentar a adesão da população alvo a esta medida preventiva e, promover o acompanhamento das jovens para que não interrompam o esquema vacinal. Ao longo desta monografia será feito um enquadramento teórico sobre o papel do vírus do papiloma humano no cancro do colo do útero; a importância da vacina na prevenção desta patologia e, por fim, serão determinados a adesão / grau de cumprimento das jovens à vacinação contra o vírus do papiloma humano no Centro de Saúde da Covilhã e os fatores que a influenciam. Métodos: Para realizar esta revisão bibliográfica, foi feita uma vasta pesquisa de artigos científicos através de várias bases de dados como o Pubmed, B-on ou Uptodate, entre o mês de outubro de 2012 e o mês de Maio de 2013. As palavras-chave utilizadas foram: “HPV”, “vaccination”, “Gardasil”, “cervical cancer” e “prevention”. A pesquisa envolveu artigos e publicações científicas nacionais e internacionais como artigos de revisão, ensaios clínicos e estudos observacionais que foram selecionados em função da relevância para o tema proposto, sendo excluídos os ensaios sem grupos de controlo.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1460
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Ines Silva.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.