Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1464
Título: Estudo da estrutura muco-ciliar antes e após o tratamento termal
Autor: Macedo, Joana Isabel Carvalho da Silva
Palavras-chave: Termalismo
Estrutura muco-ciliar
Tratamento termal - Trânsito muco-ciliar
Depuração muco-ciliar
Citologia nasal
Células ciliadas nasais - Estrias supranucleares hipercromáticas - Tratamento
Data de Defesa: Mai-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Termalismo é definido como o uso da água mineral natural e de outros meios complementares para fins de prevenção, terapêutica, reabilitação ou bem-estar. As águas sulfúricas são as mais adequadas no tratamento das vias respiratórias superiores, tendo ações anti-inflamatórias, antioxidantes e dessensibilizantes. Atuam favoravelmente nas mucosas, aliviando a dor, a obstrução nasal e a congestão nasal, diminuindo a intensidade e duração das agudizações e evitando a evolução para a cronicidade destas patologias otorrinolaringológicas. Em estudos anteriores áreas hipercromáticas foram encontradas no citoplasma das células ciliadas nasais - estrias supranucleares hipercromáticas - em maior abundância em células ciliadas nasais de pessoas saudáveis e em menos abundância em pessoas com patologia otorrinolaringológica subjacente. O presente estudo tem como principal objetivo estudar a alteração da estrutura e depuração mucociliar antes e após o tratamento termal. Tem ainda como finalidade avaliar se estas alterações alteram favoravelmente a sintomatologia nasal. Para tal, foram estudados 49 doentes das termas de Unhais da Serra. A todos foi feita por nós uma história clínica orientada para a área otorrinolaringológica, efetuada colheita de exsudado nasal através de citologia nasal e aplicado o teste de trânsito de sacarina, antes e após todo o tratamento termal. Os doentes, com média de 12,4 dias de tratamento termal, tiveram um aumento na mediana das células ciliadas nasais com estrias supranucleares hipercromáticas, de 2 para 3 (p=0.130). Houve melhoria na depuração mucociliar, traduzindo-se por uma diminuição do teste de trânsito de sacarina de, em média, 6.81 minutos após o tratamento termal (intervalo de confiança 95%: 4.88 a 8.74 min) (p<0.05). Houve melhoria sintomática, que é referida por 100% dos indivíduos da nossa amostra. Com este estudo, concluímos que a água termal ajuda na limpeza do muco, diminui os mediadores inflamatórios, aliviando a dor e a sensação de obstrução nasal. Assim, há uma depuração mucociliar mais eficaz, no que se traduz num tempo de transporte mucociliar mais curto, não havendo uma variação marcante na contagem de células ciliadas nasais com estrias supranucleares hipercromáticas após os tratamentos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1464
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Joana Macedo.pdf507,46 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.