Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1485
Título: Os distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1
Autor: Pereira, Inês Sofia Soares
Palavras-chave: Diabetes mellitus tipo 1
Diabetes mellitus tipo 1 - Distúrbios alimentares
Diabetes mellitus tipo 1 - Anorexia nervosa
Diabetes mellitus tipo 1 - Bulimia nervosa
Data de Defesa: Abr-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: A diabetes mellitus tipo 1 e os distúrbios alimentares são doenças frequentes na adolescência. Em ambas as condições, os pacientes dão uma grande importância ao peso corporal e à dieta. Assim, estima-se que os pacientes com diabetes mellitus tipo 1 tenham uma grande vulnerabilidade para o desenvolvimento de distúrbios alimentares (incluindo a diabulimia, um comportamento compensatório particular), que podem ter repercussões significativas na sua qualidade de vida. Os objectivos deste trabalho são: determinar os sinais e os sintomas de alerta, a prevalência e as repercussões clínicas dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1; determinar a prevalência e as repercussões clínicas da diabulimia na diabetes mellitus tipo 1; e avaliar a eficácia do tratamento e da prevenção dos distúrbios alimentares na diabetes mellitus tipo 1. Metodologia: Pesquisa de artigos científicos com estudos nesta área e selecção da bibliografia mais relevante, utilizando a base de dados electrónica PubMed. Resultados: Existem vários sinais e sintomas que podem alertar para o desenvolvimento de distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Em 30 estudos, envolvendo um total de 3832 pacientes, a prevalência dos distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 variou de 3,5% a 85,5%. Em 24 estudos, envolvendo um total de 2653 pacientes, a prevalência da diabulimia em pacientes com diabetes mellitus tipo 1 variou de 2% a 72,7%. Os distúrbios alimentares (incluindo a diabulimia) têm repercussões significativas na qualidade de vida dos pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Não existem estudos que tenham analisado a eficácia de um tratamento específico para os distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. Também não existe uma ferramenta de triagem validada específica para o rastreio precoce destes distúrbios nestes pacientes. Discussão e Conclusões: São necessários mais estudos, a fim de determinar a real prevalência dos distúrbios alimentares em pacientes com diabetes mellitus tipo 1. A associação entre estas condições implica um elevado risco médico, pelo que novas estratégias preventivas e terapêuticas eficazes devem ser investigadas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1485
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Inês Pereira.pdf620,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.