Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1605
Título: A guerra colonial: balanço sobre custos financeiros, perdas humanas e ganhos de desenvolvimento
Autor: Almeida, António Simões de
Orientador: Santos, José Manuel Boavida dos
Palavras-chave: Guerra colonial portuguesa - 1961-1974
Guerra colonial - Estado Novo - Portugal
Guerra colonial portuguesa - Aspectos socio-económicos
Descolonização portuguesa - 1974
Descolonização portuguesa - Aspectos socio-económicos
Data de Defesa: Out-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Procurámos nesta dissertação ir para além dos juízos imediatistas que percecionam a guerra como um mal absoluto que se deve recusar incondicionalmente, sem tomar em conta, concretamente no caso português, tanto os amplos investimentos que esta justificou – e o ato colonial em si – como o factoirreversíveldo fim desta, com o abandono dos militares portugueses das antigas colónias, ter colocado em causa a progressão socioeconómica nestes países que o investimento da metrópole à época ia promovendo. Questionamos também a exemplaridade da descolonização salientando que foi precisamente no ano de 1974, no atribulado período de mudança de regime em Portugal e do derradeiro processo de descolonização, que “dispararam” os números de mortos em combate em comparação com os restantes doze anos de guerra. Para além de que, frisamos, não se pode afirmar que existiu, por parte dos governantes da altura, uma política ordenada e robusta para a evasão, proteção e acolhimento dos retornados, contrariamente àquilo que uma certa propaganda quis assegurar. Depois de analisados os custos financeiros que a guerra colonial acarretou aos cofres portugueses, partindo, nomeadamente, do cálculo dos gastos com os militares, concluímos, corroborando outrasanálises, quepodemos atribuir a estes custos um peso de mais de 40% no orçamento anual da metrópole. Por fim, deixamos problematizados tópicos relacionados com a guerra e a sua justificação, sugerindo que as fronteiras entre vencedores e vencidos são sempre mais ténues e ambíguas do que aquilo que as visões redutoras e acríticas sobre esta fazem crer.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1605
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_Antonio_Simoes.pdfTese724,08 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.zipAnexos79,48 MBZipVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.