Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1620
Título: Avaliação da qualidade de vida profissional nos médicos da especialidade de Medicina Geral e Familiar na Beira Interior
Autor: Junior, Carlos Ernesto Abreu Pereira
Palavras-chave: Prática da medicina - Qualidade de vida profissional
Medicina geral e familiar - Qualidade de vida profissional
Qualidade de vida profissional
Questionário de qualidade de vida profissional global percebido
Data de Defesa: Mai-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Introdução: A qualidade de vida profissional (QVP) percebida pelos médicos de família apresenta marcada influência na qualidade de serviço percebida pelos utentes, bem como no bem-estar psicossocial daqueles profissionais. De facto, está estudada a relação entre baixos níveis de qualidade de vida profissional nos médicos e fatores como burnout, depressão e suicídio, situações com elevada incidência nesta população. Embora a produção bibliográfica acerca deste tema seja prolífera noutros países, em Portugal pouca atenção lhe tem sido dada. Objetivos: Conhecer a QVP percebida pelos médicos de MGF no ACES Cova da Beira, ULS de Castelo Branco e ULS da Guarda; estudar a correlação entre alguns fatores sociodemográficos e profissionais e a QVP percebida; estudar a correlação entre alguns fatores sociodemográficos e profissionais e as três dimensões definidas no questionário QVP-35, para o constructo QVP percebida; estudar a correlação entre diversos fatores laborais e a QVP percebida; identificar possíveis áreas de atuação para melhorar a QVP percebida na população estudada. Metodologia: Foi aplicado o questionário de Qualidade de Vida Profissional Global Percebida (QVP-35), constituído por 35 questões, subdivididas nas dimensões “sobrecarga no trabalho”, “motivação intrínseca” e “apoio diretivo”. Associado, encontrava-se um conjunto de 9 perguntas para caracterização sociodemográfica e laboral. A subsequente análise estatística foi realizada com o programa informático IBM SPSS Statistics 20®. Resultados: A análise de resultados focou-se no ACES Cova da Beira devido à dimensão da amostra bastante satisfatória. Todavia, a similaridade entre estes resultados e os das restantes amostras é notável. Para a Cova da Beira, obteve-se um valor de QVP percebida de 6,38 (DP 2,20), 5,99 (DP 1,57) para a sobrecarga no trabalho, 7,93 (DP 1,17) para a motivação intrínseca e 5,12 (DP 1,42) para o apoio diretivo. Diversas correlações foram estabelecidas entre variáveis sociodemográficas, QVP percebida e estas três dimensões. Discussão e conclusão: A QVP percebida no ACES Cova da Beira encontra-se mais elevada do que a apresentada nos estudos consultados. Tal como tem ocorrido em outras situações em que este questionário foi aplicado, as pontuações mais altas se obtiveram nas questões relativas à motivação intrínseca e, as mais baixas, no apoio diretivo. Concluiu-se que existem diversas áreas da atividade profissional dos médicos em que é urgente atuar.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1620
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Avaliação da Qualidade de Vida Profissional em médicos de Medicina Geral e Familiar na Beira Interior.pdf1,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.