Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1642
Título: Segurança dos excipientes utilizados nos medicamentos genéricos numa população pediátrica
Autor: Monteiro, Ana Sofia da Costa Libânio
Palavras-chave: Farmácia comunitária - Estágio pedagógico
Farmácia hospitalar - Estágio pedagógico
Medicamentos genéricos - Excipientes
População pediátrica - Medicamentos genéricos - Excipientes
Medicamentos genéricos - Excipientes - Toxicidade
Data de Defesa: Out-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Este relatório de estágio é constituído por três vertentes, sendo o capítulo I referente ao projeto de investigação, o capítulo II correspondente ao estágio em Farmácia Comunitária e o capítulo III respeitante ao estágio em Farmácia Hospitalar. No capítulo I pretende-se avaliar a segurança dos excipientes utilizados nos medicamentos genéricos numa população pediátrica. Os medicamentos genéricos podem diferir do medicamento de referência em termos dos excipientes presentes nas suas formulações. A informação sobre a exposição da população pediátrica aos excipientes é escassa e dispersa, não existindo até à data estudos que avaliem as consequências da substituição de um medicamento de referência por um medicamento genérico no que diz respeito ao perfil de segurança dos seus excipientes nesta população. Foram analisados 11 medicamentos de referência e 187 medicamentos genéricos. Os excipientes foram identificados a partir do Resumos das Características dos Medicamentos (RCMs) e classificados de acordo com a toxicidade após pesquisa bibliográfica. Efetuou-se uma análise comparativa entre as formulações dos medicamentos de referência e dos respetivos medicamentos genéricos, em termos do número de excipientes capazes de desencadear reações de toxicidade na população pediátrica, presentes em cada uma delas. Identificaram-se 53 excipientes capazes de desencadear reações de toxicidade na população pediátrica (12 classificados como tóxicos (T) e 41 como potencialmente tóxicos (PT)). Detetou-se que 42,2% dos medicamentos genéricos analisados apresentam um número de excipientes PT superior aos dos respetivos medicamentos de referência e que apenas 12,3% dos medicamentos genéricos apresentam um número superior de excipientes T aos presentes na formulação do respetivo medicamento de referência. Assim, verificou-se que a população pediátrica está exposta a um elevado número de excipientes de risco, presentes quer em medicamentos genéricos, quer em medicamentos de referência. Contudo, não foi possível avaliar a extensão desta exposição uma vez que a informação quantitativa sobre os excipientes presentes nas formulações dos medicamentos não está disponível nos seus RCMs. Considera-se de extrema importância que essa informação passe a ser disponibilizada aos profissionais de saúde para que estes possam avaliar o risco/benefício da presença de determinados excipientes numa fórmula farmacêutica em termos da sua segurança e por conseguinte determinar qual a melhor opção terapêutica entre os medicamentos de referência e os respetivos medicamentos genéricos comercializados. O capítulo II pretende retratar o estágio em Farmácia Comunitária, realizado na Farmácia Moderna de São Miguel da Guarda, na cidade da Guarda. O capítulo III pretende descrever o estágio em Farmácia Hospitalar, realizado no Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/ Espinho. Estes têm como objetivo descrever as competências adquiridas ao longo destes estágios.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1642
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao Ana Sofia Libânio Monteiro 18-10-2013.pdf7,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.