Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1643
Título: Papel da quimiocina CXCL12 no Acidente Vascular Cerebral Isquémico : revisão da literatura
Autor: Elvas, Filipa Catarina Bernardino D'
Palavras-chave: Farmácia comunitária - Estágio pedagógico
Acidente vascular cerebral (AVC)
Quimiocinas - Acidente vascular cerebral
Quimiocinas - Acidente vascular cerebral - Extensão da lesão
Quimiocinas - Neuroinflamação
Quimiocinas - Neuroprotecção
Quimiocinas - Biomarcador - Prevenção
Quimiocinas - Biomarcador - Prognóstico
Data de Defesa: Out-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Este documento encontra-se dividido em dois capítulos: o primeiro capítulo incide sob a vertente de investigação e o segundo aponta para a experiencia profissionalizante relativa ao estágio realizado na vertente de Farmácia Comunitária, que cessa o plano curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas. O Acidente Vascular Cerebral (AVC) assume-se, ainda, como a primeira causa de mortalidade e uma das causas primordiais de incapacidade em Portugal. Este problema grave de saúde pública está provido de um enorme impacto pessoal, familiar e social, tornando-o numa doença com elevados custos económicos. A quimiocina CXCL12, originalmente chamada de fator 1 derivado das células do estroma, é um membro da subfamília CXC e encontra-se expressa em todos os tipos de células do Sistema Nervoso Central. Está documentado que após a ocorrência de um AVC Isquémico, os recetores desta quimiocina, portanto o CXCR4 e o CXCR7, estão sobreregulados no cérebro. A quimiocina abordada demonstrou desempenhar um papel significativo em modelos animais de Acidente Vascular Cerebral Isquémico, contudo o seu papel no Acidente Vascular Cerebral humano é incerto. Investigações neste âmbito, efetuadas em seres humanos, são escassas e apresentam declarações antagónicas acerca de uma quimiocina que parece prometer avanços na clínica da patologia tão fatal nos dias de hoje, que é o AVC. Esta foi a principal motivação para a escolha deste tema para o meu projeto de investigação. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho consistiu na realização de uma revisão da literatura relativa ao papel da quimiocina no Acidente Vascular Isquémico. Para tal, procedeu-se á consulta de várias bases de dados, tais como: Pubmed, Medline, B-on, Web of Science e Web of Knowledge, e jornais como o ―Stroke‖. Neste contexto, foi passível apurar que os níveis plasmáticos da quimiocina em causa no presente trabalho podem representar um novo biomarcador de um Acidente Vascular Cerebral futuro. No entanto, para além da contribuição da quimiocina CXCL12 para desencadeamento desta patologia, a CXCL12 também é pensada ser um regulador chave na reparação do AVC, onde conceções mais divergentes são aludidas. Por um lado parece desempenhar um papel benéfico de neuroproteção, neurogénese, regeneração neuronal, remielinização, remodelação vascular e angiogénese, que são pré-requisitos importantes para a reparação e regeneração do SNC após a isquémia. Por outro lado é inferido que a quimiocina CXCL12 se encontra associada com a infiltração de leucócitos nas áreas de lesão isquémica e medeia potencialmente a patogénese do AVC isquémico. A correlacção entre a extensão da lesão procedente no AVC isquémico e os níveis da quimiocina CXCL12 também não é consensual. Portanto, são propostas algumas questões passíveis de serem fruto de uma investigação futura a fim de procurar saber qual o papel exato desta quimiocina e possivelmente envergar por estratégias farmacológicas nesse sentido. Quem sabe se este poderá ser um alvo para intervenção farmacológica no futuro? No que diz respeito ao estágio realizado em Farmácia Comunitária, este decorreu com o objetivo de conhecer a realidade da prática profissional do farmacêutico, bem como possibilitar a aplicação dos conhecimentos adquiridos ao longo do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas. No capítulo II deste documento estão descritas as atividades desenvolvidas no dia a dia da Farmácia Comunitária, bem como a experiência advinda deste estágio.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1643
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Filipa Catarina Bernardino D'Elvas.pdf1,91 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.