Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1654
Título: Tradução e adaptação do questionário Convergence Insufficiency Symptom Survey (CISS) para a língua portuguesa
Autor: Tavares, Catarina Sofia Fonseca da Silva
Palavras-chave: Optometria - Relatório de estágio
Convergence Insufficiency Symptom Survey (CISS) - Questionário
CISS-Up - Adaptação portuguesa
CISS-Up - Validação
Data de Defesa: Out-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: O questionário CISS – Convergence Insufficiency Symptom Survey avalia a presença e frequência de sintomas de desconforto visual. A avaliação é realizada através de uma escala de likert cujas pontuações são somadas, obtendo um score final indicativo do nível de sintomatologia dos sujeitos. Objetivo: O objetivo deste estudo centra-se na tradução e validação do questionário CISS para a língua portuguesa. O trabalho encontra-se dividido em dois estudos práticos: o primeiro refere-se à tradução e adaptação linguística do questionário CISS para a língua portuguesa (CISS-vp) segundo metodologias cientificamente aprovadas; e o segundo refere-se à sua validação enquanto ferramenta de diagnóstico da insuficiência de convergência. Metodologia: No primeiro estudo prático foi efetuada a tradução, com todos os seus requisitos (tradução, retro-tradução e pré-teste) segundo diretivas propostas na literatura. A confiabilidade da versão traduzida foi avaliada mediante o teste-reteste numa amostra 70 de estudantes universitários. No segundo estudo prático, foi efetuada uma consulta de optometria a 98 sujeitos, que incluiu também o preenchimento do CISS-vp, de modo a que este pudesse ser validado em termos da sua sensibilidade e especificidade, através do cruzamento dos seus dados optométricos e score obtido no CISS-vp. Resultados: Através do tratamento estatístico referente ao primeiro estudo prático, foi obtido um coeficiente Alpha de Cronbach de 0,893, que confere um grau de confiabilidade elevado. A estabilidade temporal do questionário foi avaliada através do coeficiente de correlação de Spearman, revelando um valor de 0,910, classificado como extremamente forte, sendo que o CISS-vp se encontra validado em termos de escala. O tratamento estatístico relativo ao segundo estudo prático consistiu numa análise da prevalência de erros refrativos na amostra e de anomalias da visão binocular não estrábica. A sensibilidade e especificidade do CISS-vp na deteção da insuficiência de convergência, através do estudo da curva ROC revelou valores de sensibilidade de 84,6% e especificidade de 63,4%, com um valor de corte de 14,5. Conclusões: Através dos dados apresentados anteriormente é possível concluir que o CISS-vp é um instrumento fiável para a deteção de sintomas de desconforto visual em populações de estudantes universitários de diversas áreas, com idades compreendidas entre os 18 e 25 anos. A sua tradução e validação revelou-se bem-sucedida, sendo que se trata de uma ferramenta que poderá usufruir de bastante utilidade em programas de rastreio e monitorização de terapias visuais.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1654
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Traduçâo e adaptaçao do CISS para a língua portuguesa.pdf1,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.