Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1658
Título: Exploração do efeito de crowding ao perto
Autor: Andrade, Nathalie Nogueira de
Palavras-chave: Crowding - Visão de perto - Estudo de casos
Crowding - Acuidade visual
Crowding - Distractores
Data de Defesa: Out-2013
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Objetivo: O crowding é um fenómeno que acontece nas diferentes situações no nosso dia-a-dia. Apesar de muito explorado na visão de longe, pouco se conhece do seu efeito produzido na visão de perto. Como tal, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a existência ou não do fenómeno a uma distância de 40 cm numa faixa etária jovem (dos 18 aos 30 anos). Procedimentos: Avaliaram-se 18 jovens (9 homens e 9 mulheres), todos estudantes da Universidade da Beira Interior (UBI), com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos (média de idades: 22,77 ± 3,25 anos). O protocolo de trabalho incluiu a medida da Acuidade Visual (AV) simples e a AV de crowding com distratores em forma de barras (|) e em forma de C´s, com diferentes espaçamentos entre o estímulo alvo e os estímulos distratores, perfazendo um total de 8 medidas de Acuidade Visual de crowding. Todos os participantes foram sujeitos a um exame optométrico que incluiu a avaliação do estado refrativo, binocularidade e acomodação. Só foram incluídos no trabalho voluntários com visão binocular normal. Resultados: Os resultados revelam que as cartas de acuidade visual produzidas para este estudo são repetíveis . Na comparação entre a AV simples e as diversas AV de crowding (cartas de AV com diferentes distratores e com diferentes espaçamentos), encontraram-se diferenças estatisticamente significativas entre a acuidade visual simples e as acuidades visuais de crowding, sugerindo que a visualização dos estímulos sem distratores é mais fácil. Conclusão: A população estudada indica-nos que à partida existe crowding ao perto e que quanto menor é o espaçamento entre o estímulo alvo e o distrator, menor é a acuidade visual de crowding, ou seja, o índice de crowding é maior. Verificou-se também que as cartas de AV produzidas para este estudo são repetíveis, pois não revelaram diferenças quando aplicadas com uma semana de diferença e em voluntários diferentes. O presente estudo sugere que o fenómeno de crowding é mais significativo na visão perto do que na visão de longe.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1658
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Exploração do Efeito de Crowding ao Perto.pdfTese1,56 MBAdobe PDFVer/Abrir
Cartas de Crowding para o Perto.zipCartas de Crowding para o Perto12,05 MBZipVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.