Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1693
Título: Etiquetas têxteis com a integração de símbolos para interpretação de cores em padrão pelos daltónicos
Autor: Craveiro, Filipa Alexandra Delgado
Palavras-chave: Design moda
Design moda - Linguagem de cor
Etiquetas têxteis - Daltonismo
Produtos têxteis - Etiquetas têxteis - Daltonismo
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Neste trabalho pretende-se analisar se existe uma preocupação por parte dos deficientes visuais, nomeadamente os Daltónicos em relação à interpretação e identificação das cores e também nomeadamente à cor no vestuário, e se existe uma necessidade de criar uma etiqueta têxtil que possibilite uma rápida e fácil identificação das cores, mais concretamente cores em padrões, uma vez que é a tendência de Moda, quer feminina, quer masculina para a estação Primavera-Verão 2012. O Daltonismo é o nome comum que se atribui à alteração congénita, que impede a percepção de uma ou de todas as cores, em que as pessoas afectadas por esse distúrbio simplesmente não concordam com a maioria das pessoas em relação às cores. A maioria dos daltónicos não consegue distinguir entre tons de vermelho e verde quando há pouca luz, havendo outros que não distinguem o azul do amarelo. E como tal, os Daltónicos também sentem uma necessidade de autonomia e independência no que se refere às tendências da Moda e na escolha do vestuário. Deste modo, pretende-se com este trabalho fazer um estudo ao nível da percepção visual dos Daltónicos, das suas limitações e quais os principais problemas a resolver na escolha de determinadas peças de vestuário com diversos padrões. Assim, este projecto visa dar um contributo a todos os indivíduos Daltónicos que não conseguem distinguir determinadas cores e cuja principal dificuldade se encontra no vestuário, pois é uma actividade que requer autonomia e independência de modo a que possam ser autónomos na sua escolha, quer a nível de comprar, quer a nível de conjugar determinadas peças de vestuário principalmente com padrões, que poderá dificultar muito mais as escolhas de cada um. Para tal, cria-se uma etiqueta em tecido agregado à peça de vestuário, com a estampagem dos diversos padrões aos quais se atribuiu um símbolo referente a cada cor (vermelho e verde e/ou azul e amarelo) e segundo uma escala de cinzentos. Estes símbolos representam a intensidade numa escala de cinco tons referentes às cores existentes na etiqueta e posteriormente na peça de vestuário, sob a qual o Daltónico identificará as cores presentes podendo efectuar combinações muito mais assertivas. Para o desenvolvimento deste estudo foram percorridas várias etapas: A etapa inicial consistiu em elaborar um questionário dirigido a indivíduos Daltónicos para perceber que tipo de deficiência são portadores, ou seja, quais as cores que tinham dificuldade em identificar, e para isso recorreu-se aos testes de Daltonismo de Ishihara e de Jean Jouannic, de modo a modificar as etiquetas têxteis segundo os padrões e com a integração de símbolos em cinco intensidades de cinzentos das cores referentes às suas incapacidades. Uma segunda etapa teve como finalidade a análise dos dados resultantes das respostas ao questionário e à elaboração de gráficos para ajudar a apurar os resultados obtidos e chegar ao tipo de Daltonismo existente na amostra. A terceira etapa teve como objectivo a elaboração de algumas etiquetas têxteis, que integrassem os diversos padrões e aos quais será atribuído um símbolo referente a cada cor e segundo uma escala de intensidades de cinzentos como forma de identificar as cores presentes nas etiquetas, sendo estas agregadas às peças de vestuário e que sejam resistentes à água e ao uso diário. Na quarta e última etapa realizou-se a experimentação do protótipo da etiqueta integrado em dois coordenados confeccionados (um coordenado feminino e um coordenado masculino) de modo a poder verificar-se se a etiqueta é viável na identificação das cores, comparando a etiqueta modificada com o padrão da peça real, tendo sido testado aos mesmos inqueridos do questionário inicial. Verificou-se portanto que a etiqueta é um óptimo veículo para a identificação da cor, pois esta permite que qualquer Daltónico possa escolher as suas peças de vestuário e identificar as cores que não visualizam.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1693
Aparece nas colecções:FE - DCTT | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertaçao Filipa Craveiro.pdf11,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.