Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/1998
Título: Necessidades educativas especiais de carácter permanente e temporário e terapias: o desenvolvimento da leitura e escrita na criança com Síndrome de Down
Autor: Reis, Margarida Dias
Orientador: Pereira, Reina Marisol Troca
Palavras-chave: Necessidades educativas especiais
Síndrome de Down
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: Partindo do pressuposto de que a escola inclusiva é um lugar onde todas as crianças e jovens aprendem juntos, com os mesmos direitos e as mesmas oportunidades, analisa-se, nesta dissertação, a forma como os professores, ao longo dos tempos, têm reagido face à inclusão e/ou integração de alunos com Necessidades Educativas Especiais nas turmas de ensino regular. A NEE em estudo é a de um aluno com trissomia 21. A presente dissertação está dividida em duas secções, correspondendo a primeira à parte teórica. Esta compreende cinco capítulos. No primeiro capítulo, é apresentada a introdução, seguindo-se o conceito de NEE e a sua evolução ao longo dos tempos. No capítulo dois consta uma breve definição de NEE de carácter temporário, de carácter permanente e também os tipos de deficiência que integram o grupo de necessidades de carácter permanente, assim como a sua definição segundo o autor Lee B. Nielsen, características e estratégias a implementar nos alunos e possíveis terapias. O terceiro capítulo incide sobre a trissomia 21, sendo apresentadas a história, a definição, a etiologia, os vários tipos de Síndrome de Down, possíveis causas e características das crianças com esta patologia. O capítulo quarto diz respeito à avaliação da criança com trissomia 21, onde é feita referência às várias áreas de intervenção educativa. Segue-se o capítulo quinto que se refere à integração destas crianças. Seguidamente, são abordados os diferentes tipos de trissomia 21 e as suas características, o currículo e/ou adaptações curriculares a implementar face a estes alunos, bem como a importância do Projecto Educativo de Escola. É ainda evidenciado o papel do professor e as várias metodologias a utilizar no processo ensino aprendizagem com estes alunos. O capítulo termina com um estudo sobre a inclusão destas crianças na sociedade. Por experiência própria, e na minha sincera opinião, os professores têm demonstrado uma perceção positiva e favorável face à inclusão dos alunos com síndrome de Down, nas aulas do ensino regular, considerando que esta é benéfica, quer para o desenvolvimento pessoal e social destas crianças e jovens, quer para o enriquecimento dos seus colegas sem deficiência. Porém, alguns docentes deixam transparecer algumas preocupações em relação à inclusão destas crianças e jovens, afirmando que a formação de professores, as condições da escola (recursos físicos e humanos) e o número de alunos por turma são factores essenciais para melhorar a sua eficácia e atuação dentro da sala de aula. A segunda parte da presente dissertação corresponde à parte empírica. Segue-se o capítulo sexto, onde constam as prevalências das NEE de carácter permanente por direções regionais, segundo um documento emitido pelo Ministério da Educação. No final do capítulo, refere-se o autor Luís M. Correia, que apresenta o mesmo tema e as devidas percentagens, mas ao nível da deficiência e do grau. Seguidamente, faz-se uma breve apresentação da Instituição APPCDM da cidade de Castelo Branco. É igualmente realizado um levantamento dos vários alunos que esta acolhe e a NEE que comportam, assim como o desenvolvimento destes alunos nas várias disciplinas que o estabelecimento oferece e o trabalho desenvolvido pelos vários professores envolvidos. Tendo por base o livro das autoras María Victoria Trancoso e María Mercedes del Cerro, Síndrome de Down, Método da Leitura e Escrita, a parte prática da presente dissertação incide sobre o domínio do desenvolvimento cognitivo nos alunos com trissomia 21 e as competências a desenvolver são a da leitura e a escrita na disciplina de Língua Portuguesa, uma vez que esta integra o currículo dos alunos com Necessidades Educativas Especiais. São ainda apresentados alguns materiais que possibilitam o desenvolvimento das competências evidenciadas e podem ser propostos outros, caso seja pertinente. Finalmente, é feita uma comparação do tema no Espaço Ibérico, que corresponde ao capítulo sétimo, e, a terminar apresentam-se, as considerações finais e a conclusão.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/1998
Aparece nas colecções:FAL - DL | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.