Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2028
Título: Guerra colonial e romance: perscrutando o repúdio do mito estado novista da África portuguesa
Autor: Geraldes, Brena Soraia Cascavel
Palavras-chave: Guerra colonial
África portuguesa
Estado-Novo
Romance contemporaneo
Data de Defesa: Out-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: O Estado Novo expunha a colonização portuguesa como um processo dotado de indiscutível especificidade, considerando-o mesmo uma espécie de “herança sagrada” proveniente do tempo áureo dos Descobrimentos e, consequentemente, uma peça fundamental da identidade lusíada que importava manter. Depois de 1945, a Ditadura orientou boa parte da sua energia vital para a resistência ao avanço, cada vez mais acelerado, do fenómeno anticolonialista, dotando-se de armas jurídicas e ideológicas que extinguiam, formalmente, o Império Português. Com efeito, as Colónias eram estrategicamente transformadas em Províncias Ultramarinas e, simultaneamente, publicitava-se, como nunca, a mensagem de que espaços como Angola constituíam uma genial criação dos portugueses. Portanto, na óptica do Regime, Portugal formava uma grande e harmoniosa nação espalhada por vários pontos do orbe, figurando inclusivamente como uma “nação africana”. Contudo, como comprovam os vários romances portugueses pós-coloniais estudados nesta dissertação, centrados largamente na dura experiência da Guerra Colonial, o mito estado-novista da “África Portuguesa” tornou-se objecto de profunda rejeição.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2028
Aparece nas colecções:FAL - DL | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1) Folha de Rosto.pdfDissertação_192,52 kBAdobe PDFVer/Abrir
2) Resumo e Palavras- Chave.pdfDissertação_293,27 kBAdobe PDFVer/Abrir
3)Índice.pdfDissertação_3111,58 kBAdobe PDFVer/Abrir
4) Guerra colonial e Romance-Perscrutando o repúdio do mito estado-novista da África Portuguesa.pdfDissertação_42,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.