Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2075
Título: Avaliação e comparação de extractos de látex comercialmente disponíveis em Portugal para testes cutâneos por picada
Autor: Gabriel, Marta Sofia da Fonseca
Palavras-chave: Alergia ao látex
Alergénios major
Extractos alergénicos
Testes cutâneos
Data de Defesa: Jun-2011
Editora: Universidade da Beira Interior
Resumo: A prevalência da alergia ao látex de borracha natural (LBN) tem-se revelado reduzida na população em geral, contudo está descrita como permanecendo um importante problema de saúde em subpopulações consideradas de risco, como é o caso particular dos trabalhadores da área da saúde (TAS) e doentes com espinha bífida (DEB). A principal meta para a prevenção de reacções alérgicas severas baseia-se na correcta e precoce identificação de indivíduos alérgicos e sensibilizados, com propensão para sofrer sintomas após exposição repetida a produtos de látex. De entre as metodologias de diagnóstico disponíveis, os testes cutâneos por picada (TCP) constituem o método mais fiável para o diagnóstico da sensibilização às proteínas do látex, contudo estes testes são grandemente afectados pela qualidade dos reagentes alergénicos aplicados. Actualmente, existem vários extractos de LBN comercialmente disponíveis em Portugal, produzidos por diferentes fabricantes, cuja variabilidade no conteúdo proteico e alergénico pode constituir um factor de influência nos resultados dos TCP. De facto, apesar de ser do conhecimento geral que tais preparações alergénicas são passíveis de apresentar grande heterogeneidade, até à data poucos são os estudos publicados que visaram a sua avaliação, pelo que tais variações não se encontram, actualmente, bem documentadas. Tendo por base estes conhecimentos, estabeleceu-se como objectivo deste projecto, a avaliação do nível real de variabilidade entre extractos comercialmente disponíveis de entidades fabricantes distintas e a análise do efeito de tais variações de conteúdo, na eficiência de indução de reactividade cutânea por TCP. Para tal, foram utilizados extractos actualmente comercializados em Portugal, fornecidos por sete fabricantes distintos. Todos os extractos foram analisados para o seu conteúdo proteico por Bradford e electroforese em gel de poliacrilamida - dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE). Procedeu-se também à quantificação dos quatro alergénios major Hev b 1, Hev b 3, Hev b 5 e Hev b 6.02 utilizando kits comerciais de ensaio imunoenzimático (EIA). Por fim, os extractos foram analisados quanto à sua actividade alergénica in vivo e in vitro, por TCP e microarrays, respectivamente. Os resultados obtidos demonstraram marcada variabilidade no conteúdo em proteína total dos extractos de diferentes fabricantes, sendo que os respectivos valores variaram de teores proteicos inferiores a 8,0 a 526,5 μg/mL, o que corresponde a um surpreendente nível de heterogeneidade de aproximadamente 65 vezes. Estas diferenças acentuadas de conteúdo proteico entre extractos foram qualitativamente confirmadas pelos resultados de SDS-PAGE, sendo obtidos perfis electroforéticos completamente distintos. No que respeita à quantificação dos quatro alergénios major, esta também se demonstrou bastante variável, sendo que em alguns dos extractos não foram detectadas quantidades mensuráveis de Hev b 3 e Hev b 5. Ambos os resultados de TCP e dos ensaios de microarrays demonstraram diferenças notáveis na capacidade alergénica entre os extractos de diferentes fabricantes. Particularmente, pelos resultados de TCP foi claramente observado que na maior parte dos doentes, a variabilidade de eficiência de diagnóstico foi tão acentuada que houve extractos que induziram respostas de TCP positivas e outros que não foram capazes de induzir qualquer reactividade cutânea, num mesmo doente alérgico. Pelas evidências demonstradas ao longo deste trabalho pode concluir-se que os extractos de látex de diferentes fabricantes, comercialmente disponíveis, apresentam uma heterogeneidade de conteúdo proteico e alergénico bastante marcada, o que certamente influencia as respectivas eficiências de diagnóstico, em consequência de diferentes capacidades alergénicas. Assim, sugere-se a necessidade do estabelecimento de metodologias de uniformização e melhoramento dos extractos alergénicos actualmente disponíveis para o diagnóstico da alergia ao látex.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2075
Aparece nas colecções:FC - DQ | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Marta Gabriel_2011.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.