Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2153
Título: O fluxo como condicionante na arquitetura dos hospitais
Autor: Santos, Daniel Reis Castanheira dos
Orientador: Oliveira, Luiz António Pereira de
Palavras-chave: Unidades funcionais
Edifícios hospitalares
Fluxos de pessoas e bens
Data de Defesa: Out-2013
Resumo: Os hospitais são cada vez mais exigentes e mais racionalizados na medida que no seu planeamento são tidos em conta fatores como os ambientais, custos financeiros, investidores, prazos curtos de tempo, efemeridade dos investimentos, conjuntura global, entre outros. Estes elementos complicam a tarefa do arquiteto que por vezes delega para segundo plano o pensar em arquitetura na perspetiva do utilizador. Não existem muitos estudos sobre este tema pelo que este assunto merece ser explorado, então achou-se pertinente o estudo sobre o tema: “O Fluxo como Condicionante na Arquitetura dos Hospitais”. Tendo em conta que a arquitetura é para servir o utilizador, iremos estudar o fluxo nos hospitais e como este pode condicionar as soluções arquitetónicas. O entendimento do fluxo reflete o conhecimento sobre os cuidados de saúde, quanto maior for a sua compreensão maior será a responsabilidade em garantir o acesso seguro e eficaz a estes serviços. A finalidade desta investigação é aprofundar o conhecimento do fluxo na arquitetura dos hospitais, e o seu papel na estrutura e no funcionamento do hospital. Neste trabalho faremos uma revisão da literatura de forma a entender a arquitetura hospitalar e os estudos já realizados, para que possamos caracterizar a arquitetura hospitalar, desde o seu aparecimento até aos nossos dias, descrevendo tipologias, anatomias e métodos de projeto hospitalares. Por fim, iremos aprofundar o conhecimento sobre o fluxo, as suas tipologias e sua influência nas interações das unidades funcionais de um hospital. Esta investigação espera ser um contributo para um melhor entendimento da arquitetura hospitalar e do papel do fluxo como sendo uma condicionante em todo o processo mas também como regulador do espaço funcional do hospital. O completo entendimento do fluxo hospitalar vai permitir ao arquiteto tornar-se mais exigente e competente, facilitando a estadia segura e eficaz dos doentes e dos profissionais de saúde.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2153
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação final.pdf4,75 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.