Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2154
Título: A luz como modeladora do espaço na arquitetura
Autor: Costa, Leandra Luciana Lopes
Orientador: Lanzinha, João Carlos Gonçalves João Carlos Gonçalves
Zaparaín, Fernando.
Palavras-chave: Ferramenta projectual
Iluminação natural
Iluminação artificial
Data de Defesa: Out-2013
Resumo: “Quando, finalmente um arquiteto descobre que a LUZ é o tema central da Arquitetura, então, começa a ser um verdadeiro arquiteto.” (…) “Light is much more” 1 A luz natural sempre desempenhou um papel central na história da Arquitetura. A luz do sol segue o ciclo do dia e caracteriza-se por uma constante variação. Varia com o dia, estado do tempo, bem como com as estações do ano. Já na Arquitetura da época do Romantismo, do Gótico e do Barroco, os edifícios eram desenhados com a perspetiva de serem capazes de controlar e manipular a qualidade da luz natural, para, assim, realçar as formas do espaço interior e alcançar o ambiente desejado. O tipo de abertura, o tamanho, a localização e orientação das janelas e cúpulas, tal como a geometria e a dimensão dos interiores, são características que marcam estas épocas. O material através do qual a luz passa, a textura e a coloração das superfícies com a qual entra em contacto, são também pontos importantes a considerar. A luz determina a nossa perceção da arquitetura, permite-nos apreciar as diversas qualidades do espaço: a forma, a textura, a cor, entre outras. É talvez o elemento com maior influência na atmosfera do espaço. A correta utilização da iluminação intensifica o impacto emocional e poético do projeto. Assim, pode referir-se que a luz não é algo vago e irrelevante, pois encontra-se sempre presente na Arquitetura, podendo considerar-se que é o recurso mais rico e luxuoso utilizado pelos arquitetos. Esta dissertação, tem como propósito aprofundar a discussão do papel da luz enquanto matéria essencial na arquitetura, pois mais que do que um elemento integrante, é um elemento estruturador da imagem arquitetónica. Deste modo, o estudo do tema tem como objetivo a investigação e ampliação das possibilidades de utilização e aplicação da iluminação natural e artificial na atividade de projeto de arquitetura contemporâneo. Com o resultado da investigação realizada e, tendo como base a temática da presente dissertação, apresenta-se um complemento, através de uma proposta / modelo, que resulta na elaboração de um marco de luz para cidade de Guimarães, denominado de “Farol Cultural”.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2154
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Arquitectura
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.