Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2273
Título: Densidade do espaço urbano e identidade local: estudos comparativos das antigas judiarias da Covilhã, Castelo Branco, Guarda e Trancoso
Autor: Zacarias, Cecília dos Santos
Orientador: Dominiczak, Jacek
Oliveira, Luiz António Pereira de
Palavras-chave: Judiarias
Espaço urbano
Data de Defesa: 2011
Resumo: As conclusões a que se chegou com o presente estudo científico, são esclarecedoras quanto às questões inicialmente colocadas sobre a densidade do espaço urbano da zona antiga e, de um modo particular sobre o espaço da antiga Judiaria. A aplicação e desenvolvimento do método permitiu, igualmente, clarificar as questões sobre a identidade física do espaço urbano. A metodologia aplicada, foi determinante para demonstrar que as antigas Judiarias, não são espaços urbanos isolados e descontextualizados da estrutura que abrange a zona antiga da cidade, nomeadamente no interior das muralhas medievais, ou seja, o espaço da antiga Judiaria a esta escala não possui uma estrutura urbana própria, ou de influência da cultura judaica, pelo contrário, faz parte integrante de um todo que é a zona antiga da cidade. Mediante os factos expostos, constata-se que, ao espaço das antigas Judiarias, estão geralmente, associados dois protótipos. Um protótipo corresponde ao espaço urbano interior do antigo bairro judaico, enquanto que um outro é visível nos limites do bairro e que corresponde ao espaço público urbano, na envolvente da antiga Judiaria, comum a esta e à restante zona antiga da cidade. No entanto, verifica-se igualmente, que ambos os protótipos fazem parte de toda a zona antiga seleccionada para o estudo, ou seja, os antigos bairros judaicos, não possuem uma estrutura urbana que os individualize. Nem tão pouco possuem um sistema urbano, que os torna particulares e que se possa afirmar serem próprios da cultura judaica. A identidade física do espaço urbano, é comum à zona antiga da cidade. A densidade do espaço urbano, passível de observar nas diferentes grelhas protótipo, revelam que as zonas antigas são espaços densos. Revelam de igual modo que, o espaço das antigas Judiarias não se caracteriza por áreas mais densas, nem tão pouco se caracterizam por uma organização do tecido urbano própria desse espaço em particular. Isto porque, o mesmo grau de densidade no espaço público da antiga Judiaria, calculado a partir do afastamento existente entre ruas é, possível de ser observado noutra área da zona antiga.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2273
Designação: Tese apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Doutor em Arquitectura
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capa Livro_PhD.pdf53,98 kBAdobe PDFVer/Abrir
Phd_Tese_Cecília Zacarias.pdf22,76 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa Anexos_PhD.pdf54,5 kBAdobe PDFVer/Abrir
PhD_Anexos_Cecília Zacarias.pdf6,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.