Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2283
Título: A velocidade crítica anaeróbia em jovens nadadores: um estudo de caso em nadadores infantis nas quatro técnicas de nado
Autor: Amorim, Rui Alexandre da Mata Gomes
Orientador: Marinho, Daniel Almeida
Palavras-chave: Natação
Velocidade anaeróbia
Data de Defesa: 2010
Resumo: O aumento da eficiência do processo de treino decorre de uma ocupação mais racional e consequente do tempo destinado à preparação desportiva, sendo este aspecto extremamente importante na Natação Pura Desportiva. A velocidade crítica, conceito adaptado à Natação Pura Desportiva, definido como a velocidade máxima de nado que pode ser mantida sem exaustão durante um longo período de tempo, tem sido cada vez mais utilizada pelos treinadores como um parâmetro de controlo e avaliação do treino. Após o vínculo deste conceito a performances aeróbias, recentes estudos, constatando uma grande importância do sistema anaeróbio na maioria das provas de natação, iniciaram uma abordagem à relação deste conceito em performances anaeróbias. O objectivo deste estudo foi analisar e interpretar a velocidade crítica anaeróbia (VCAn) em jovens nadadores, para as quatro técnicas de nado, tentando assim obter um método simples, não invasivo e pouco dispendioso para a avaliação e controlo do treino anaeróbio. A amostra utilizada agrupou 20 nadadores (12 do género masculino e 8 do género feminino) pertencentes ao escalão de Infantis, de um clube representativo da natação portuguesa. Para a determinação da VCAn, cada nadador, realizou à velocidade máxima, as distâncias de 10, 15, 20 e 25m, intervaladas por 30min de nados contínuos e livres de baixa intensidade. Na análise das relações da VCAn com as velocidades de prova nos 50, 100 e 200m, verificou-se uma elevada relação com as duas primeiras distâncias de nado, nas técnicas de bruços, crol e costas. Pela comparação entre a VCAn e as diferentes velocidades de prova, constatámos que os valores da VCAn, se assemelham significativamente com a velocidade de prova dos 200m para os 4 estilos de nado. Assim, podemos concluir que, no nosso estudo, com a utilização de distâncias muito reduzidas para o cálculo da velocidade crítica, obtemos um conjunto de dados, que nos fornecem importantes informações sobre a capacidade anaeróbia dos atletas, podendo desta forma, alcançar uma ferramenta prática para determinar intensidades de treino, monitorizar efeitos de treino e predizer as performances.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2283
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Ciências do Desporto
Aparece nas colecções:FCSH - DCD | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Rui Amorim.pdf625,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.