Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2524
Título: Construção do teste stroop emocional para o screening de sintomas depressivos
Autor: Martínez, Sheila Josymar Agrais
Orientador: Esgalhado, Graça
Palavras-chave: Stroop emocional
Sintomatologia depressiva
Teste stroop emocional
Depressão
Data de Defesa: 2012
Resumo: Cada vez mais, investigações realizadas no âmbito da Psicopatologia têm-se focado, particularmente, na análise de como a atenção seletiva a estímulos relevantes pode afetar e condicionar a realização de tarefas, nas quais o processamento da informação apresenta um caráter dissociativo. A depressão constitui, nos tempos que decorrem, um dos transtornos psicológicos mais frequentes (Apóstolo, Figueiredo, Mendes & Rodrigues, 2011), porém, são poucos os estudos que a avaliam através de um instrumento de Stroop Emocional. Neste contexto, este trabalho pretende realizar um estudo exploratório para a construção do Teste de Stroop Emocional para a Deteção de Sintomas Depressivos, como ferramenta clínica, no sentido de promover, especialmente em Portugal, a sua utilização no screening de sintomas depressivos. Este estudo decorreu em três fases: (1) obtenção das palavras para as lâminas neutras, positivas e negativas; (2) validação das palavras e (3) formulação e aplicação do teste Stroop Emocional. Para estas fases foi utilizada uma amostra sempre diferente, tendo-se recorrido a especialistas na área da Música, da Saúde Mental, a alunos da Universidade da Madeira (n=300),com uma média de idade de 21,91 anos, e a sujeitos de uma instituição da Madeira com e sem diagnóstico depressivo (n= 60), com uma média de idade de 32,52 anos. Verificam-se diferenças estatisticamente significativas nas palavras neutras entre sujeitos com sintomas depressivos (M=56,27) e sujeitos sem sintomas depressivos (M=61,30); o mesmo acontece com as palavras positivas, onde a diferença é também significativa entre os sujeitos com sinais depressivos (M=54,17) e os que não os apresentam (M=58,67); e finalmente, como era esperado, acontece o mesmo com o grupo de palavras negativas, tendo-se registado uma média superior nos sujeitos sem sintomas depressivos (M=57,03) relativamente aos que os detêm (M=51,97). O trabalho realizado originou a construção das três lâminas que compõem o Stroop Emocional para a Deteção de Sintomas Depressivos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2524
Designação: Dissertação apresentada á Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Psicologia Clínica e da Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Sheila MArtinez.pdf1,68 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.