Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2546
Título: Relatório de estágio
Autor: Gonçalves, Joana Raquel Ribeiro
Orientador: Esgalhado, Maria da Graça Proença
Palavras-chave: Investigação psicológica
Relacionamento conjugal
Saúde mental
Avaliação psicológica
Data de Defesa: 2009
Resumo: A proposta de criação de um diploma europeu em psicologia surge como consequência de um grupo de trabalho constituído no âmbito do projecto EuroPsy, financiado pela União Europeia, através do programa Leonardo da Vinci. Este projecto procura harmonizar a formação profissional dos psicólogos, nos diversos países europeus, de forma a cumprir os seguintes objectivos: (1) avaliar os curricula existentes; (2) orientar o desenvolvimento curricular; (3) promover o intercâmbio de estudantes e de profissionais de psicologia; (4) servir de base para um diploma europeu em psicologia; (5) identificar o desenvolvimento das qualificações em países onde a psicologia é uma disciplina emergente (EuroPsy, 2005). Este projecto reflecte o processo de mudança, no âmbito do ensino superior, ao nível da Europa, cujos princípios fundamentais foram enunciados na Declaração de Bolonha. Desta forma, o objectivo deste processo de alteração do processo de formação, visa, fundamentalmente, uniformizar as formações, de forma a facilitar a comparação dos curricula, com o intuito de ajudar na mobilidade e o intercâmbio de estudantes, docentes e investigadores e tornar automático o reconhecimento, nos diversos países europeus, da formação académica de nível superior obtida em qual quer dos países envolvidos neste acordo. Segundo o Diploma do Psicólogo Europeu (EuroPsy), o objectivo principal da prática como profissional de psicologia é desenvolver e aplicar princípios, conhecimentos, modelos e métodos de uma forma ética e científica, tendo em vista a promoção do desenvolvimento, bemestar e eficácia dos indivíduos, grupos, organizações e sociedade. Para tal, o psicólogo deve desenvolver um conjunto de competências, que se dividem em dois grupos principais, o das competências primárias e o das competências secundárias. O primeiro grupo abrange 20 competências que se agrupam em seis categorias e que, de acordo com o Europy, todo e qualquer psicólogo deve ser capaz de demonstrar. Estas estão relacionadas com os papéis profissionais, nomeadamente, (1) especificação de objectivos, (2) avaliação prévia, (3) desenvolvimento, (4) intervenção, (5) avaliação posterior e por fim (6) comunicação. No grupo das competências secundárias, diferenciam-se nove categorias que estão relacionadas com a prática profissional em geral e nas quais o psicólogo deve evidenciar as competências primárias, designadamente: (1) estratégia profissional, (2) desenvolvimento profissional contínuo, (3) relações profissionais, (4) pesquisa e desenvolvimento, (5) marketing e “venda”, (6) gestão de clientes, (7) gestão da prática, (8) garantia de qualidade e, (9) auto-reflexão. A atribuição do Diploma do Psicólogo Europeu depende, assim, da capacidade de treino, desenvolvimento, e de colocar em prática cada uma das competências referidas anteriormente. Neste sentido, para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia pela Universidade da Beira Interior, é indispensável que sejam desenvolvidas competências e trabalho em três áreas principais: na avaliação, na intervenção e na investigação psicológicas. O presente relatório reflecte o trabalho desenvolvido ao longo de um ano de estágio, no qual foi possível adquirir competências nas áreas anteriormente mencionadas e encontra-se dividido em quatro capítulos. No capítulo 1 é apresentada uma contextualização da Instituição onde decorreu o estágio, nomeadamente o Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar Cova da Beira. É levada a cabo uma descrição desta instituição, quer em termos de recursos físicos, quer humanos, assim como da forma de organização do estágio ao longo dos meses. O capítulo 2 é dedicado à apresentação das actividades de avaliação e intervenção desenvolvidas no estágio. São assim focados três casos clínicos realizadas conceptualizações e reflexões acerca dos mesmos. Ao longo do capítulo 3 é descrita a actividade de investigação desenvolvida. Nesta procura-se perceber em que medida o relacionamento conjugal e a saúde mental estão relacionados. Conclui-se este trabalho com uma reflexão acerca do ano de estágio. Procura-se, de forma resumida, referir as principais dificuldades enfrentadas, obstáculos superados, e aprendizagens efectuadas ao longo desta etapa de formação.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2546
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Psicologia
Aparece nas colecções:FCSH - DCD | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capa.pdf79,24 kBAdobe PDFVer/Abrir
Indice tabelas e figuras.pdf227,59 kBAdobe PDFVer/Abrir
Relatório Final.pdf721,84 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.pdf84,16 kBAdobe PDFVer/Abrir
Caso Clínico 1.pdf251,03 kBAdobe PDFVer/Abrir
Caso Clínico 2.pdf409,05 kBAdobe PDFVer/Abrir
Caso Clínico 3.pdf487,31 kBAdobe PDFVer/Abrir
Perturbação Bipolar.pdf2,44 MBAdobe PDFVer/Abrir
Publicação1.pdf375,71 kBAdobe PDFVer/Abrir
Quadro.pdf38,9 kBAdobe PDFVer/Abrir
Perturbações da Personalidade.pdf164,12 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.