Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2597
Título: Implicações da educação e formação na adultez tardia: estudo qualitativo
Autor: Silva, Catarina Sofia Almeida
Orientador: Afonso, Rosa Marina
Palavras-chave: Aquisição de competências
Adultez tardia
Data de Defesa: 2013
Resumo: Perante um paradigma de educação em mutação, em que os indivíduos se veem confrontados com exigências que ultrapassam os recursos que têm disponíveis, surge a necessidade de repensar a educação numa ótica de aprendizagem ao longo da vida, muitas vezes, como forma de ultrapassar o flagelo do desemprego. A formação pode ser encarada como um “novo começo”, em que os indivíduos são encorajados a procurar novos objetivos para as suas vidas, os quais acabarão por conferir sentido à sua existência. Perante estas considerações faz sentido questionar a realidade portuguesa e analisar o processo de desenvolvimento da resiliência no percurso educativo/formativo de adultos desempregados. Este estudo empírico tem como objetivo analisar a resiliência em adultos pouco escolarizados, que tenham passado por uma situação de desemprego, e que posteriormente tenham frequentado Cursos de Educação e Formação de Adultos de nível secundário. Participaram no estudo nove mulheres, com idades compreendidas entre os 40 e os 55 anos. Foi desenvolvido um estudo qualitativo com recurso aos “grupos de focagem” (focus group). As discussões foram gravadas em áudio/vídeo, tendo sido posteriormente transcritas na íntegra. O tratamento das respostas consistiu na análise de conteúdo, de onde derivou a codificação e categorização do material. Os resultados deste estudo indicam que a problemática dos adultos pouco escolarizados encontra-se muitas vezes associada ao risco de exclusão, como tal, torna-se importante analisar de que forma as ofertas de educação e formação de adultos, que têm sido implementadas, conseguem chegar aos que aparentemente mais precisam. Este pressuposto remete-nos para a noção de resiliência que pode ser entendida como, a realização de uma adaptação bem sucedida por parte do indivíduo, apesar do mesmo se encontrar exposto ao risco e à adversidade. Assim os resultados sugerem que a educação e formação constitui uma importante estratégia no desenvolvimento de competências profissionais, pessoais e sociais.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2597
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Supervisão Pedagógica
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Final.pdf1,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.