Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2618
Título: Campo da psicologia aplicado à área forense, psicopedagogia e clínica
Autor: Manteigueiro, Mónica Sofia Nicolau
Orientador: Maia, Luís Alberto Coelho Rebelo
Palavras-chave: Psiquiatria forense
Psicopedagogia
Data de Defesa: 2009
Resumo: No seguimento das directrizes europeias, referentes ao reconhecimento da qualificação profissional dos psicólogos, operacionalizaram-se diversos objectivos comuns a vários países, dos quais resultou um modelo de estudo global com um total de 6 anos, dividido em três fases distintas que conferem o acesso ao Diploma Europeu de Psicologia. Estes 6 anos, dividem-se por 3 anos iniciais de formação mais generalista, que correspondem ao grau de Licenciatura. Os 2 anos seguintes consistem numa formação mais especialista, designando-se à obtenção do grau de Mestre. Ao sexto e último ano corresponde uma prática supervisionada de um ano. Só após a conclusão destes 6 anos, é que uma prática “independente” será legitimada e o Diploma Europeu de Psicologia atribuído. Como principais vantagens deste diploma, destaca-se uma maior mobilidade dos psicólogos, e uma equivalência de conhecimentos, que legitimizam e regulamentam esta profissão. A presente dissertação surge no âmbito do ciclo de estudos conducentes à obtenção de grau de Mestre em Psicologia pela Universidade da Beira Interior, Covilhã no ano lectivo de 2008/2009. Pretende, por isso, ilustrar o vasto leque de conhecimentos adquiridos ao longo de quatro anos de frequência na licenciatura de Psicologia Clínica e da Saúde, e do estágio realizado no âmbito forense e clínico. Este, enquanto etapa suprema de conjugação da teoria com a prática, revela-se uma oportunidade de excelência, de primeiro contacto com os instrumentos de avaliação, formas de cotação e manuais de interpretação; com as entrevistas de recolha de dados; com a elaboração de directrizes terapêuticas e estabelecimento de objectivos e com todas as especificidades e particularidades exigidas em cada caso. O Estágio Curricular no ano lectivo 2007/2008 bipartiu-se por duas instituições bastante diferenciadas. A componente forense deste estágio teve o seu berço no Instituto Nacional de Medicina Legal (INML), Coimbra, no Serviço de Clínica e Psiquiatria Forense. Como principais atribuições teve: (1) a avaliação psicológica de indivíduos; (2) a realização de perícias forenses; (3) a aplicação, cotação e interpretação de instrumentos de avaliação; (4) a resposta ao quesito em forma de relatório pericial; (5) debate de especificidades de casos avaliados e (6) discussão de ética e deontologia em ciências médico-legais. A componente mais clínica teve lugar no Instituto de Apoio à Criança, Coimbra, na Escola Básica do Primeiro Ciclo de Montes Claros no projecto denominado de Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família. Teve como principais atribuições: (1) avaliação psicológica de crianças e suas dinâmicas familiares; (2) discussões de casos com professores titulares de turma, encarregados de educação e todas as entidades intervenientes na história da criança, sejam elas Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ), pedo-psiquiatras do Hospital Pediátrico de Coimbra, etc.; (3) a aplicação, cotação e interpretação de instrumentos de avaliação; (4) estabelecimento de directrizes terapêuticas e (5) acompanhamento psicoterapêutico. Atendendo ao facto de ser necessário a exposição das competências de avaliação, intervenção e investigação adquiridas ao longo do ano de estágio, na presente dissertação e tendo em conta a extensão de páginas, optou-se por não se conjugar as duas instituições nos diferentes módulos. Desta forma no capítulo referente à apresentação das Competências de Avaliação, centrou-se a atenção no estágio realizado no INML, principalmente devido às características inerentes ao trabalho desenvolvido e às principais atribuições e saberes adquiridos no Serviço de Clínica e Psiquiatria Forense. São apresentadas três avaliações periciais neste âmbito. Desta forma, são demonstradas competências de avaliação psicológica, reflectidas na descrição pormenorizada dos instrumentos de avaliação utilizados, dos casos avaliados e na elaboração dos relatórios de avaliação pericial. Em relação ao capítulo subjugado à apresentação das Competências de Intervenção, este foi norteado pelo trabalho desenvolvido no projecto GAAF, na dependência do Instituto de Apoio à Criança. Exemplificam-se três casos clínicos que foram alvo de acompanhamento terapêutico e para os quais foram projectadas e rasuradas estratégias de intervenção. Quanto às competências de investigação, é apresentado um artigo científico, que visa compreender as diferenças na acuidade do testemunho verbal, quando prestado diferenciadamente por crianças dos 8 aos 10 anos e por adultos dos 20 aos 22 anos, projecto este desenvolvido no âmbito do Seminário de Investigação sob a orientação directa do Professor Doutor Luís Maia. A escolha do tema prende-se fundamentalmente com o interesse intrínseco pela área forense e com o facto de no INML ter sido frequentemente sujeita a condições de simulação aquando da realização de perícias. Estas foram mais notórias em perícias de regulação paternal, onde crianças simulavam condições mais vantajosas para um dos progenitores e menos vantajosas para outro. Tendo este facto em mente, comecei a abraçar literatura referente ao tema, e pouco a pouco foi crescendo um título que culminou num estudo com 120 testemunhas! Um trabalho bastante moroso e extenso, mas bastante recompensatório. Saliente-se o facto de o artigo científico traduzido para inglês e reduzido na sua extensão de páginas, ter sido actualmente aceite para publicação na Revista da Sociedade Portuguesa de Psicologia e Psiquiatria Forense, sem ser requerida nenhuma alteração. Terá também sido convidada a comunicação do mesmo no III Congresso desta mesma sociedade a realizar em 2010.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2618
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Psicologia
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
capa.pdf28,69 kBAdobe PDFVer/Abrir
mestrado primeira parte.pdf276,96 kBAdobe PDFVer/Abrir
Mestrado.pdf989,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.