Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2686
Título: Contribuição da inteligência emocional para o sucesso escolar no contexto da formação em medicina
Autor: Sequeira, Patrícia Maria Cruz Diniz Branco Barata Neves
Orientador: Loureiro, Manuel Joaquim da Silva
Patto, Maria da Assunção Morais e Cunha Vaz
Palavras-chave: Inteligência emocional
Formação em medicina
Data de Defesa: 2012
Resumo: Aprender é um importante processo no desenvolvimento do indivíduo ao longo da vida que ocorre simultaneamente na esfera privada e social, podendo ser definido como a aquisição ou desenvolvimento de conhecimentos, competências, comportamentos e valores (Flood, 2003 citado por Homayouni, 2011). Segundo o mesmo autor, aprender é também uma resposta emocional do individuo ao ambiente de aprendizagem. Este fato tem despertado o interesse de vários agentes do processo de ensino-aprendizagem e de investigadores nas áreas da Psicologia e Educação na procura de fatores que possam influenciar o processo de aprendizagem e potenciar assim o sucesso escolar. Entre eles destaca-se claramente ao longo da última década o crescente interesse no estudo da inteligência emocional e da sua relação com o sucesso escolar, nomeadamente em estudantes do ensino superior. Com este trabalho pretendeu-se contribuir para o estudo da importância da Inteligência Emocional para o Sucesso Escolar no contexto da formação em Medicina. A amostra foi constituída por 142 estudantes do terceiro ano do Mestrado Integrado em Medicina da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior aos quais foi aplicado um questionário constituído por duas partes. A primeira parte para recolha de dados sociodemográficos e académicos e a segunda parte constituída pelo instrumento de medida da Inteligência Emocional desenvolvido e validado para a população portuguesa por Rego e Fernandes (2005). Após tratamento estatístico dos dados com os programas SPSS e STATA, os resultados revelaram a existência de correlação positiva estatisticamente significativa entre a dimensão Auto encorajamento e o Sucesso Escolar no grupo de participantes em estudo. Verificou-se também uma correlação negativa fraca entre a variável Empatia e o Sucesso Escolar sendo que as restantes dimensões, Compreensão das Emoções Próprias, Autocontrolo Perante as Críticas e Autocontrolo Emocional, não apresentaram qualquer relação estatisticamente significativa com as classificações dos estudantes da amostra em estudo. No que respeita às variáveis socioeconómicas e académicas, a Adaptação ao modelo de ensino em vigor no Mestrado Integrado em Medicina mostrou contribuir positivamente para o Sucesso Escolar enquanto as variáveis Rendimento Anual Bruto do Agregado Familiar, Proveniência e Média das classificações obtidas no Ensino Secundário apresentaram uma relação negativa estatisticamente significativa com o Sucesso Escolar na amostra em estudo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2686
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Supervisão Pedagógica
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_IE_SE_Patricia Barata.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.