Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2718
Título: Trabalho por turnos: consequências ao nível do conflito e desempenho: o caso de uma unidade hospitalar
Autor: Esteves, Gabriel Paulo
Orientador: Monteiro, Samuel
Palavras-chave: Trabalho por turnos
Avaliação do desempenho
Data de Defesa: 2011
Resumo: Nas últimas décadas, o trabalho por turnos surgiu como um dos métodos de organização do tempo de trabalho mais presentes e que mais influência tem na vida de muitos trabalhadores. As organizações especializadas na prestação de cuidados de saúde são um forte exemplo de contextos, que de forma a poder assegurar a prestação de cuidados com qualidade ao longo do ciclo diário de 24 horas, necessitam de uma grande quantidade de colaboradores a trabalhar segundo esta modalidade horária. Esta tem vindo a ser associada a diversos efeitos indesejáveis tanto para os trabalhadores (tanto a nível fisiológico, como psicológico e social) como também para as organizações (ao nível do desempenho e do aumento de erros e acidentes). O conflito no seio dos grupos nas organizações é uma realidade inevitável devido à necessidade dos trabalhadores terem que cooperar entre si e de trocar informações e recursos de forma a atingirem os seus objectivos. As suas consequências para a organização não estão, no entanto, ainda bem definidas existindo uma divergência entre o que a teoria refere e o que os estudos empíricos demonstraram em relação às vantagens/desvantagens da emergência de conflitos focados na tarefa. No entanto, não existe muita informação sobre a emergência e consequências do conflito e a organização do tempo de trabalho por turnos. O objectivo geral desta dissertação passa pela compreensão da organização do tempo de trabalho por turnos e da forma como esta se relaciona com o conflito. Pretende-se verificar também em que medida o desempenho é influenciado, ou não, pelo trabalho por turnos. Tendo em consideração os objectivos, foi desenvolvido um estudo numa Unidade Hospitalar, que consiste num contexto único com características próprias. Foram utilizadas duas escalas de avaliação: Escala de Avaliação do Conflito Intragrupal e Escala de Avaliação do Desempenho Grupal e construído um questionário sócio demográfico. Foi recolhido um total de 257 respostas válidas de trabalhadores que tanto trabalhavam segundo um horário fixo diurno (n=93), como trabalhavam por turnos (n=164). Os resultados obtidos não apontaram para a existência de diferenças estatisticamente significativas entre o trabalho por turnos e os níveis de conflito percebido, nem entre o trabalho por turnos e os níveis de desempenho atribuído pelos líderes dos grupos. No entanto os dados obtidos permitiram efectuar uma caracterização global da instituição no que diz respeito à forma com o conflito é percebido. Nesta linha, verificou-se que não existiam diferenças estatisticamente significativas entre género nem entre a antiguidade no grupo e a forma com o conflito nos grupos de trabalho era percebido. Verificou-se no entanto a presença de diferenças estatisticamente significativas em algumas componentes do conflito em relação ao tipo de vínculo e à experiência profissional. Este tipo de diferenças foi também verificado entre alguns dos grupos de trabalho analisados. As escalas utilizadas revelaram uma boa consistência interna mas análises mais completas serão necessárias no futuro de forma que estas possam ser validadas para este contexto.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2718
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Trabalho e das Organizações
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_final.pdf757,38 kBAdobe PDFVer/Abrir
Trabalho_por_turnos.jpg64,31 kBJPEGThumbnail
Ver/Abrir
Anexo 1.pdf96,22 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 2.pdf269,12 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 3.pdf160,58 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 4.pdf154,63 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexo 5.pdf226,19 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.