Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2721
Título: Aspetos psicológicos, estilo alimentar e satisfação corporal em dois grupos participantes do programa peso, a decorrer no CHCB
Autor: Azevedo, Ana Luísa Medeiros de
Orientador: Loureiro, Manuel Joaquim da Silva
Palavras-chave: Comportamento alimenta
Excesso de peso
Data de Defesa: 2012
Resumo: Esta investigação tem como objetivo primordial o estudo da relação entre fatores de Funcionamento Psicológico e Personalidade, Estilo Alimentar e Imagem/Satisfação corporal em participantes com excesso de peso e obesidade do Programa Comportamental PESO a decorrer no Centro Hospitalar Cova da Beira. Assim, seguiu um desenho descritivo de uma amostra não probabilística por conveniência, onde a população alvo, composta por 43 participantes, com uma relação entre peso/altura superior a 25 (Excesso de Peso). Para além do questionário sociodemográfico, os instrumentos utilizados foram: o Mini–Mult (versão reduzida do Minnesota Multiphasic Personality Inventory– MMPI); o Questionário Holandês do Comportamento Alimentar (DEBQ); Escala de Autoeficácia Geral Percebida (GSE) e a Escala de Silhuetas de Stunkard et. al (1983) (Avaliação e Satisfação Corporal). De salientar que através da aplicação do inventário Mini-Mult, e no que concerne às pontuações médias nas escalas que o englobam, as Escalas de Paranoia (M=48,86), Depressão (M=59,40), e Esquizofrenia (M=48,86) são as que assumem pontuações mais elevadas. De entre a percentagem de indivíduos que assume pontuações ao nível patológico para cada escala deste instrumento verifica-se que: 27,91% dos participantes pontuam a um nível patológico na escala de depressão, 55, 81% na de Paranoia e 18,60% na escala de Esquizofrenia. Devido à assimetria de participantes em relação ao género, não se verificaram diferenças significativas entre a associação de género e Estilo Alimentar. Independentemente do nível de idade, todos os participantes apresentaram uma dominância no Estilo Alimentar Emocional. Na literatura é referido que o estilo alimentar externo e emocional estão altamente relacionadas entre si, pelo que se verificou uma associação estatisticamente significativa entre os mesmos na presente amostra (r=0,655, p<0,001). A Autoeficácia Geral Percebida pelos participantes (M=30,79) assume pontuações elevadas, não se verificando associação significativa entre as pontuações nestas escala com Experiências prévias negativas com dietas, Existência de problemas significativos e Grau de Insatisfação corporal. Todos os participantes do programa se encontram insatisfeitos com o estado atual do seu corpo, não se tendo verificado que tal estivesse relacionado com fatores como idade, níveis de autoeficácia e funcionamento psicológico, apesar da associação estatisticamente significativa encontrada entre Grau de Insatisfação Corporal e a escala de Histeria do Mini- Mult acabando por não se depositar muita consideração pela desigualdade de participantes entre o grupo com pontuações a um nível patológico e não patológico (p=0,007).
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2721
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.