Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2728
Título: Violência no namoro: adaptação de um programa de prevenção em jovens universitários
Autor: Oliveira, Joana Andrade
Orientador: Loureiro, Manuel
Palavras-chave: Violência no namoro
Crenças
Data de Defesa: 2011
Resumo: O estudo da problemática da violência nas relações de namoro revela-se essencial, na medida em que as investigações já efectuadas apontam para uma prevalência significativa desta violência entre os jovens e adolescentes bem como a existência de consequências graves quer para a vítima quer para o(a) agressor(a). Devido à relevância da temática, este estudo incidiu sobre a adaptação e aplicação de um programa de prevenção da violência no namoro em jovens universitárias. O programa foi constituído por cinco sessões, que recaíram sobre diferentes áreas, desde os estereótipos de género à violência, assertividade e valores. Os principais objectivos desta investigação prenderam-se portanto com a adaptação de um programa de prevenção da violência no namoro para jovens universitárias, com a caracterização das crenças das jovens face à aceitação desta violência e com a verificação de possíveis influências do programa nestas crenças. No estudo participaram 20 jovens do ensino universitário (da licenciatura de Psicologia), do sexo feminino, solteiras e com idades compreendidas entre os 18 e os 23 anos. Para a obtenção dos dados foi construído um breve questionário sócio-demográfico, para permitir uma caracterização dos participantes em questão, e utilizada a Escala de Crenças sobre Violência Conjugal. A partir desta escala foi possível construir uma versão exploratória da Escala de Crenças sobre Violência no Namoro. A escala é constituída por questões do tipo Likert, que apresentam cinco valores possíveis de resposta. O estudo foi desenvolvido ao longo de diferentes fases. Num momento inicial, e após a construção do questionário e da realização de contactos com os participantes para averiguação da disponibilidade em participar no programa, existiu uma aplicação dos instrumentos (que ocorreu em contexto de sala de aula) constituindo assim o pré-teste. Após esta aplicação foi implementado o programa de prevenção, que decorreu ao longo de cinco semanas. O pós-teste foi a fase seguinte, ocorrendo um mês após a finalização do programa de prevenção da violência no namoro. Uma vez recolhidos todos os dados procedeu-se à análise estatística dos mesmos. Os resultados obtidos não indicaram a existência de diferenças significativas alcançadas com a implementação do programa, no que diz respeito às crenças dos participantes. No entanto verificou-se que, de uma forma global, a aceitação e a tolerância que as jovens apresentam da violência no namoro é reduzida. Contudo, foi possível aferir que algumas destas jovens já se sentiram vítimas de violência nos relacionamentos de namoro, o que indica a presença desta problemática neste contexto.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2728
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DPE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertação.pdf807,94 kBAdobe PDFVer/Abrir
anexos.pdf21,53 kBAdobe PDFVer/Abrir
Programa de Intervenção.pdf455,66 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.