Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2815
Título: Televisão e consumos culturais
Autor: Francisco, Nuno Alexandre de Oliveira Marques
Orientador: Serra, Joaquim Paulo
Palavras-chave: Televisão - Indústria da cultura
Televisão - Audiências
Televisão - Produção - Canais televisivos
Hábitos de consumo cultural - População portuguesa
Consumo cultural - População portuguesa
Consumo de televisão - População portuguesa
Data de Defesa: Jul-2012
Resumo: Ver televisão durante horas é uma escolha consciente. E é uma escolha que, tal como outras, implica exclusões. Numa sociedade urbana fortemente condicionada pelo escasso tempo disponível e distintas apetências para consumos ligados à cultura, a televisão ocupa o espaço determinante no campo do lazer, substituindo-se a salas de cinema, de teatro, à leitura de jornais e livros, e intervindo na construção da identidade da pessoa e no processo de socialização. Não porque ofereça tudo o que se pode encontrar noutros locais ou meios, mas porque oferece entretenimento e informação com comodidade e economia. Apesar do grande número de ofertas nos serviços de televisão por cabo, em 2011, os três canais nacionais generalistas de acesso livre - RTP1, SIC e TVI - reúnem ainda cerca de 70 por cento da audiência total em horário nobre, mobilizando milhões de espectadores para as suas propostas que não fogem da perene filosofia das grelhas nacionais em horário nobre: informação, novelas, concursos e reality shows. Estudar a correlação - e em que grau se dá – entre o consumo de televisão e os consumos culturais da população é o objectivo central desta Tese. Para isso, procedeu-se a um inquérito por questionário nas zonas da Grande Lisboa e Cova da Beira. Paralelamente, a investigação debruça-se sobre os hábitos de consumo cultural e de consumo televisivo quotidianos, bem como as alternativas que se colocam em primeiro plano num cenário de omissão de televisão.
Watching TV for hours implies a conscious choice. And it is a choice that, like other implies exclusions. In an urban society strongly influenced by the limited time available and different appetites for consumption related to culture, television occupy the main space in the leisure, replacing the cinema, theater, reading newspapers and books or the simple socialization. Not because it offers everything we can find at other places or in other media, but because it offers entertainment and information in convenience and economy. Despite the large number of offerings in cable television services, the three national generalist channels with open access - RTP1, SIC and TVI - still meet about 70 percent of the total audience in prime time, mobilizing millions of viewers for their proposals without escape beyond the perennial philosophy of the national prime-time grids: information, soap operas, contests and reality shows. The main goal of this thesis is to determine the possible correlation - and its extent - of television consumption in cultural consumption of the population. For this, we proceeded to a survey in the areas of Lisbon and Cova da Beira. In parallel, research will look on the cultural habits and daily television consumption, as well as alternatives that stand in the foreground against a backdrop of television omission and outline activities that benefit, immediately, with the deprivation of the medium.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2815
Designação: Doutoramento em Ciências da Comunicação
Aparece nas colecções:FAL - DCA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE Nuno Francisco.pdfDocumento principal3,55 MBAdobe PDFVer/Abrir
tabelas_excel.zipAnexos171,09 kBZipVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.