Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2859
Título: Aplicação de processos de oxidação na degradação de efluentes de lagares de azeite
Autor: Catalão, Edite Maria Jerónimo
Orientador: Simões, Rogério Manuel dos Santos
Pacheco, Maria José Alvelos
Palavras-chave: Oxidação anódica
Biodegradabilidade aeróbia
Lagares de azeite - Efluentes
Electrocuagulação
Data de Defesa: 2012
Resumo: A produção de azeite é uma actividade importante no tecido económico de Portugal, existindo inúmeros lagares de azeite de pequena e média dimensão que utilizam, como tecnologias de processamento da azeitona, o método tradicional de prensagem e o método de centrifugação em contínuo, de três fases. Estes métodos têm como resíduo final um efluente fortemente corado, com uma elevada carência química de oxigénio (CQO) tipicamente acima de 100 g L-1, com elevado teor em fenóis e poli-fenóis, também conhecido como águas ruças. Até recentemente, as águas ruças eram eliminadas por descarga em cursos de água, originando graves problemas ambientais nas províncias de concentração dos lagares de azeite (Trás-os-Montes, Beira Interior e Alentejo), agravados pelo carácter sazonal da actividade olivícola. A maior parte dos estudos efectuados sobre o tratamento de efluentes de lagares de azeite utilizam processos oxidativos. Neste contexto, o principal objectivo deste trabalho consistiu em avaliar o comportamento de diferentes processos oxidativos no tratamento deste tipo de efluentes. Para tal, realizaram-se dois tipos de estudos distintos: aplicação de processos oxidativos em separado e em série. Os processos oxidativos escolhidos foram a ozonização e a oxidação anódica, com um eléctrodo de BDD. Para eliminar inicialmente parte da carga orgânica, recorreu-se à electrocoagulação com ânodos consumíveis de ferro. Em relação aos processos em separado, usando o efluente a pH natural, com a aplicação de ozonização conseguiram-se obter remoções de 31% de CQO e 52% de fenóis ao fim de noventa minutos de ensaio; o recurso à oxidação anódica permitiu a obtenção de resultados mais satisfatórios, tendo-se obtido remoções de 71% de CQO, 67% do teor de fenóis e 67% de DOC ao fim de oito horas de ensaio. Após a optimização das condições de electrocoagulação, efectuaram-se tratamentos combinados, que permitiram obter melhores resultados. Esta combinação de processos permitiu obter remoções de CQO de 80%, de 67% de DOC e 89% de fenóis aquando da aplicação de uma electrocoagulação seguida de oxidação anódica; com a aplicação de uma electrocoagulação seguida de ozonização obtiveram-se remoções de 66% de CQO, 59% de fenóis e 40% de DOC. Deste modo, pode concluir-se que a aplicação de processos oxidativos combinados é a técnica mais vantajosa para o tratamento de efluentes provenientes de lagares de azeite.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2859
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Química Industrial
Aparece nas colecções:FC - DQ | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_versão_final.pdf1,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.