Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2891
Título: Estrutura de capital e ciclo de vida das PME do distrito de Castelo Branco
Autor: Alves, Carina Sofia Monteiro
Orientador: Serrasqueiro, Zélia
Palavras-chave: Estrutura de capital
Pequenas e médias empresas -- Financiamento
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente estudo tem como principal objetivo analisar as decisões da estrutura de capital das micro, pequenas e médias empresas (PME) do distrito de Castelo Branco, bem como verificar se o ciclo de vida é um fator relevante na explicação do comportamento de financiamento daquelas empresas. Para tal foi utilizada uma metodologia de modelos de dados em painel estáticos e uma análise de cluster, com base numa amostra de 1905 PME do distrito de Castelo Branco para um período de análise de 2005 a 2009. Com o intuito de analisar os fatores das decisões da estrutura de capital foram considerados como variáveis dependentes, o endividamento total, o endividamento de curto prazo e o endividamento de médio e longo prazo. Como variáveis independentes consideraram-se os seguintes determinantes da estrutura de capital: outros benefícios fiscais para além da dívida, oportunidades de crescimento, tangibilidade dos ativos, rendibilidade, dimensão, crescimento e idade. Os resultados obtidos indicam que as decisões da estrutura de capital das PME do distrito de Castelo Branco seguem os princípios da teoria das preferências hierárquicas. Os resultados, sugerem ainda que todas as variáveis de investigação, à exceção do crescimento, são determinantes do endividamento total e do endividamento de curto prazo. Relativamente ao endividamento de médio e longo prazo, apenas as oportunidades de crescimento, tangibilidade dos ativos e dimensão são consideradas fatores determinantes. As evidências empíricas mostram ainda que o ciclo de vida contribui para a explicação da estrutura de capital das PME, sendo as PME mais jovens que se encontram mais endividadas, mas são também as que apresentam mais oportunidades de crescimento e maior rendibilidade. Quando as PME atingem a fase de maturidade do seu ciclo de vida, evidenciam um menor nível de endividamento, no entanto este continua a ter um peso importante na estrutura de capital das PME. Pode assim concluir-se que a teoria das preferências hierárquicas e a teoria do ciclo de vida são importantes para compreender as decisões da estrutura de capital das PME.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2891
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de Mestre em Gestão
Aparece nas colecções:FCSH - DGE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Carina_Alves.pdf904,32 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.