Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/2986
Título: A nova gestão pública e a satisfação profissional dos enfermeiros: visão sobre a satisfação profissional de enfermeiros em hospitais - Entidades Públicas Empresariais relativo à mudança organizacional oriunda da nova gestão pública
Autor: Saraiva, Carlos Alberto Pinto
Orientador: Ussman, Ana Maria Pires Nabais
Palavras-chave: Nova gestão pública - Sector de saúde
Enfermeiros - Satisfação profissional
Data de Defesa: 2011
Resumo: Com o objectivo de tornar o sector hospitalar público português mais eficiente, iniciou-se na década de 2000 uma mudança organizacional em alguns hospitais assente num modelo de gestão empresarial denominado por Nova Gestão Publica. O indivíduo no seio do processo adquire um novo estatuto e a reforma altera aspectos no relacionamento entre o indivíduo e a instituição que afectam e influenciam a satisfação profissional dos funcionários. Tomando como dimensões da mudança organizacional ocorrida em meados da década de 2005 em alguns hospitais: a autonomia profissional, a responsabilidade profissional, a diferenciação profissional, a mudança na carreira profissional e no regime retributivo e o compromisso de gestão, pretende-se pelo presente estudo discernir, numa população de enfermeiros a trabalharem numa instituição hospitalar com regime jurídico de Entidade Publica Empresarial que resulta da Nova Gestão Pública, o seu efeito o sentido da sua influência na satisfação profissional desses mesmos funcionários. Através da realização de um inquérito a uma amostra da população em causa e após análise estatística dos dados, baseado num modelo de análise construído após pesquisa bibliográfica, verifica-se que a autonomia profissional, a responsabilidade profissional e a diferenciação profissional criam satisfação profissional aos enfermeiros. Em sentido contrário a mudança relativa ao regime retributivo e à carreira profissional influenciam de modo negativo a satisfação profissional. Na dimensão relativa ao compromisso de gestão as respostas são muito influenciadas por alguns dos seus indicadores. Cria satisfação a procura de eficiência, mas é rejeitado a flexibilização de horário e a rotatividade do posto de trabalho. Os profissionais sentiram a mudança, considerando-a pouco benéfica e sem um efeito positivo significativo. Ressalva-se no entanto que estas diferentes dimensões são afectadas por aspectos intrínsecos e que existem aspectos favoráveis e outros menos favoráveis que influenciam o conjunto dos resultados. Conclui-se que a mudança organizacional ocorrida no contexto da Nova Gestão Pública afecta a satisfação profissional dos enfermeiros a exercerem funções em instituição hospitalar EPE e a influencia tendencialmente de forma negativa.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/2986
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Gestão de Unidades de Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DGE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Capa - Dissertação.pdf38,08 kBAdobe PDFVer/Abrir
A Nova Gestão Pública e a satisfação profissional dos enfermeiros.pdf2,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.