Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3039
Título: Projeto de implementação do novo sistema de avaliação de desempenho para a carreira de enfermagem
Autor: Cardoso, Natalina Maria Candeias Sousa
Orientador: Nunes, António João
Palavras-chave: Enfermagem - Avaliação de desempenho
Carreira de enfermagem - Avaliação
Data de Defesa: 2012
Resumo: No ambiente global cada vez mais competitivo o processo de avaliação de desempenho deve estar sempre presente nas organizações dentro da gestão dos recursos humanos pois é uma ferramenta fundamental para verificar o desempenho individual. O ideal seria a criação de um sistema que tentasse avaliar de uma maneira objetiva o universo dos avaliados. A avaliação de desempenho é susceptivel de criar mais-valias para todos os envolvidos: avaliados, avaliadores e organização. A avaliação de desempenho dos enfermeiros esteve até dezembro de 2011 (ano de transição para um novo modelo), regulamentada através do Despacho nº2/93. O atual regime jurídico da avaliação de desempenho está regulamentado pela Portaria nº242/2011 de 21 de junho e será para aplicar às avaliações a partir de 2012. A nova Portaria de avaliação de desempenho da classe dos enfermeiros é considerada um grande desafio para as instituições devendo ser um processo dinâmico, podendo transformar-se num novo modelo estratégico de gestão assente na definição por objetivos. Os objetivos segundo Cunha et al. (2010), são definidos estrategicamente e na continuação “desdobrados em cascata”, para todos os membros da organização. Durante o desenvolvimento deste projeto de implementação foi solicitado a opinião de nove enfermeiros (um enfermeiro de topo, quatro avaliadores e quatro avaliados) relativamente ao sistema de avaliação de desempenho para identificar a sua perceção acerca do sistema existente. Para a recolha das opiniões utilizou-se uma entrevista semiestruturada a avaliadores e avaliados. Na ótica destes intervenientes, o sistema de avaliação de desempenho não está a ser efetuado de forma correta, pois o acompanhamento formal dos avaliados não é executado de acordo com as etapas regulamentadas. O relatório crítico de atividades é elaborado apenas porque é obrigatório e não com diretrizes emanadas tanto pelos avaliadores como pela organização. O objetivo fundamental deste trabalho será a realização de uma proposta de implementação deste novo processo de avaliação de desempenho, de forma a suscitar o envolvimento e participação de todos os interessados no processo (organização, avaliadores e avaliados). Um dos fatores essenciais identificados durante a elaboração do projeto foi exigência de um processo de comunicação contínua, e permanente, de maneira a poderem modificar comportamentos, desenvolvendo as ações adequadas para que no final da avaliação não se surpreendam, com o resultado final.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3039
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Gestão de Unidades de Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DGE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ÚLTIMO PROJETO.pdf889,35 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.