Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3121
Título: Avaliação da adesão à terapêutica com rivaroxabano versus enoxaparina
Autor: Ribeiro, Maria João de Castro Martins Oliveira
Orientador: Morgado, Manuel Augusto Nunes Vicente Passos
Marcos, Jorge Martinez
Palavras-chave: Terapêutica anticoagulante oral
Tromboembolismo venoso
Artroplastia da anca
Artroplastia do joelho
Enoxaparina
Rivaroxaban
Terapêutica anticoagulante subcutânea
Data de Defesa: 2013
Resumo: A presente dissertação encontra-se dividida em dois capítulos. O primeiro capítulo é relativo à investigação desenvolvida no âmbito do estudo da adesão à terapêutica anticoagulante oral e subcutânea, em doentes submetidos a artroplastia eletiva da anca (AEA) e artroplastia eletiva do joelho (AEJ) no Centro Hospitalar Cova da Beira (CHCB). O rivaroxabano (Riv) é um inibidor seletivo do fator Xa, indicado para a prevenção do tromboembolismo venoso em adultos submetidos a AEA ou AEJ. Foi introduzido no guia farmacoterapêutico do CHCB em Fevereiro de 2011. É administrado oralmente, o que se torna uma potencial vantagem em termos de adesão à terapêutica, em comparação à enoxaprina (Enox). O objetivo do presente estudo, é comparar a adesão ao Riv versus Enox e determinar os potenciais fatores que podem pôr em causa o não cumprimento da terapêutica. Foi realizado um estudo observacional transversal em relação à adesão à terapêutica com Enox ou Riv em doentes submetidos a AEJ ou AEA no CHCB, de Fevereiro de 2012 a Agosto de 2013. A avaliação da adesão à medicação anticoagulante foi efetuada utilizando um questionário validado que permite classificar os doentes em aderentes ou não aderentes. O estudo incluiu um total de 84 doentes, que foram submetidos a AEJ (45 doentes) ou da anca (39 doentes); 42 dos doentes foram submetidos a terapia com Eno (18 do joelho e 24 da anca) e 42 com Riv (27 do joelho e 15 da anca). No total da amostra, 90,5% dos doentes foram considerados aderentes à medicação, não tendo sido detetada uma diferença significativa (P=0,71) entre doentes a realizarem terapia com Enox a (92,9% aderentes) ou com o Riv (88,1% aderentes). Da mesma forma, não existe diferença significativa (P=1) na adesão à medicação entre doentes submetidos a artroplastia do joelho ou anca. No entanto, houve uma ocorrência significativamente maior de efeitos adversos (P=0,002) em doentes tratados com Enox (38,0% dos doentes referiram efeitos adversos atribuídos à Enox, principalmente hematoma no local da injeção) quando comparados com os doentes tratados com Riv (9,5% dos doentes referiram efeitos adversos atribuídos ao Riv, principalmente problemas gastrointestinais e desordens da pele). A ausência de uma diferença significativa na adesão à Eno subcutânea versus Riv oral pode ser potencialmente atribuído à terapêutica de anticoagulação de curto prazo (2-5 semanas). No entanto, a ocorrência de reações adversas medicamentosas (RAM’s) foi significativamente inferior em doentes tratados com o anticoagulante oral em relação ao subcutâneo. Do ponto de vista metodológico, este é um estudo transversal de pequenas dimensões e os resultados devem ser considerados de natureza exploratória. O segundo capítulo descreve as competências adquiridas durante o estágio de final de curso, necessárias ao exercício da profissão farmacêutica em farmácia comunitária. O estágio é um elo de ligação fundamental entre os conhecimentos adquiridos e a prática profissional e proporciona ao estudante o contacto com as tarefas e atividades que poderá vir a desempenhar no futuro. O referido estágio decorreu na Farmácia Vitória e teve como objetivo a consolidação dos conhecimentos adquiridos durante a formação académica e o contacto com a realidade da profissão farmacêutica.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3121
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Ciências Farmacêuticas
Aparece nas colecções:FCS - DCM | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Maria Ribeiro.pdf4,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.