Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3177
Título: Alterações induzidas na velocidade de lançamento em crianças do sexo masculino após seis semanas de treino de força explosiva
Autor: Teixeira, Verónica do Couto
Orientador: Marques, Mário António Cardoso
Palavras-chave: Bolas medicinais - Lançamento - Crianças
Bolas medicinais - Lançamento - Velocidade - Crianças
Educação física - Treino de força - Crianças
Data de Defesa: 2011
Resumo: Objectivo: Este estudo pretendeu determinar os efeitos de três programas de treino de força explosiva com a mesma carga de trabalho (i.e., o mesmo impulso mecânico) sobre a velocidade e distância de lançamento com uma bola de 1 Kg, uma de 0,5 kg, uma outra de Futebol e ainda uma bola de Andebol. Métodos: A amostra foi constituída por 30 alunos do sexo masculino (idade 8,5 ± 0,5 anos, peso 33,3 ± 6,5 kg, altura 1,3 ± 0,07 m) divididos em três grupos homogeneamente indexados a um tipo de treino específico. Durante o período de treino um grupo realizou 3 séries de 11 repetições e 1 série de 10 repetições com bola de Futebol (GF: ~ 0.45 Kg), um segundo grupo realizou 4 séries de 11 lançamentos com uma bola de 0.5 Kg (GBM: 0.5 Kg) e um terceiro grupo realizou 3 séries de 13 repetições e 1 série de 12 repetições com uma bola de Andebol (GA ~ 0.35 Kg). Todos os programas de treino tiveram a mesma carga de trabalho (i.e., o mesmo impulso mecânico) previamente estabelecido num estudo piloto. Foram executados testes de lançamentos com bola de futebol, com bola de Andebol e com bolas medicinais de 0.5 e de 1kg, antes e depois de um período de 6 semanas de treino com 2 sessões semanais. Resultados: Todos os grupos obtiveram aumentos significativos de magnitude similar na velocidade de lançamento com as bolas do primeiro para o segundo momento de avaliação. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos, o que nos indica que as três formas de treino proporcionaram idênticos aumentos na velocidade de lançamento. Todavia, fazendo uma comparação entre os três grupos de intervenção, pudemos verificar o GF teve um maior aumento percentual (16.6%). Relativamente ao lançamento da com a bola de 0.5 Kg, o GA foi o que mais se destacou (15.3%). No que concerne ao lançamento da bola de Futebol, constatou-se que o grupo da GBM foi o que teve maiores incrementos percentuais (14.1%). Quanto ao lançamento da bola de Andebol, embora não se tenha percebido diferenças significativas entre os grupos, o grupo da bola de Futebol foi o que obteve maiores incrementos percentuais (10.2%). Concluiu-se que todos os programas de treino aplicados foram eficazes para o aumento significativo da velocidade de lançamento ao longo de um curto período de tempo (6 semanas).
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3177
Designação: Mestrado em Ciências do Desporto
Aparece nas colecções:FCSH - DCD | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.