Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3196
Título: Avaliação e controlo do treino em natação : a evolução da performance de sprint durante 24 semanas de treino em jovens nadadores
Autor: Barros, Paulo Jorge Lobarinhas
Orientador: Marinho, Daniel
Palavras-chave: Natação
Natação - Treino - Avaliação - Jovens
Natação - Treino - Controlo - Jovens
Natação - Performance de sprint - Jovens
Treino desportivo
Data de Defesa: Out-2011
Resumo: Os efeitos do treino específico, bem como das diferentes cargas ao longo do tempo, em nadadores jovens, parecem não ser muito conhecidos. Com o presente estudo, pretendemos avaliar a evolução do rendimento dos nadadores pré-juvenis, em distâncias curtas, nadadas à máxima velocidade, ao longo de dois macrociclos de treino. 13 nadadores de ambos os sexos participaram no estudo (12.3 ± 0.7 anos de idade; 159.9 ± 9.4 cm de altura; 47.1 ± 6.7 kg de massa corporal). Estes foram distribuídos pelas diferentes especialidades de nado, nomeadamente: 25 mariposa (n=5), 25 costas (n= 3), 25 bruços (n=5), 50 costas (n=7), 50 bruços (n=6). As avaliações decorreram durante 24 semanas de treino, abrangendo o primeiro e o segundo macrociclo da época desportiva. Durante este período, os nadadores realizaram um total de 147 unidades de treino, com um volume total de 542 km nadados. Em cada semana os nadadores eram avaliados em dois sprints de 25 m e dois de 50 m, sendo aproveitado o melhor tempo realizado em cada distância nadada. Foram realizadas comparações entre a primeira semana e as semanas seguintes e o nível de significância estabelecido em 5%. Foram verificadas melhorias no sprint de 25 m mariposa após 15 semanas de treino e após 22 semanas na técnica de costas. A técnica de bruços não registou alterações de performance nos 25 m ao longo da avaliação. Relativamente ao rendimento nos 50 m, verificamos alterações no rendimento dos nadadores na técnica de bruços logo após a primeira semana de treino, enquanto na técnica de costas, esta melhoria só demonstra ser significativa a partir da semana 19. Os dados obtidos parecem sugerir que 24 semanas de treino de natação influenciam positivamente a performance de nado nas provas de 50 m nas técnicas de bruços e costas, assim como nos sprints curtos (25m) na técnica de costas e mariposa.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3196
Designação: Mestrado em Ciências do Desporto
Aparece nas colecções:FCSH - DCD | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado - Paulo Barros - UBI.pdfDocumento principal446,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.