Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3272
Título: Estudo dos hábitos de atividade física, lazer e alimentação, dos jovens-adolescentes dos 12 aos 18 anos
Autor: Mesquita, António José Ribeiro Duarte
Orientador: Martins, Júlio Manuel Cardoso
Palavras-chave: Actividade física - Adolescentes - Lazer
Actividade física - Adolescentes - Alimentação
Actividade física - Obesidade - Adolescentes
Actividade física - Adolescentes - Índice de massa corporal
Data de Defesa: Jun-2012
Resumo: Objetivo: Este estudo tem como objetivo descrever e avaliar os hábitos de atividade física, lazer e alimentação numa população dos 12 aos 18 anos. Metodologia: A amostra foi constituída por 179 alunos, 103 masculinos e 76 femininos, do 3ºCiclo e Ensino Secundário, do Externato Capitão Santiago de Carvalho de Alpedrinha. No estudo foram aplicados dois tipos de instrumentos, um questionário para verificar o estilo de vida, adaptado de (Matos e al. 2000) e um registo das medidas antropométricas (peso e altura). No tratamento dos dados utilizamos a análise descritiva das variáveis, recorrendo às medidas de dispersão utilizando o programa estatístico SPSS, versão 20. Resultados: Apesar de não serem significativas as diferenças entre os IMC e o sexo, os valores percentuais das raparigas são inferiores aos rapazes no peso normal (61,8% e 66%), baixo peso (21,1% e 22,3%) e obesidade (1,3% e 1,9%)). Quanto ao excesso de peso as raparigas ultrapassam os rapazes (15,8% e 9,7%). Na faixa etária 12 e 13 anos apuramos que existe uma percentagem elevada de alunos (41,7% e 36,7%) com baixo peso. Nos hábitos de atividade física, verificamos que os rapazes (17,88%) dedicam-se mais tempo (quatro horas ou mais) do que as raparigas (1,12%). Quanto à frequência (quatro a sete dias por semana) os valores são mais altos nos rapazes (16,76%), nas raparigas (4,47%). Na atividade de lazer, os alunos (62%), dedica diariamente ”entre meia hora a três horas” ver TV. A “Jogar Computador/Playstation” é de (43%) no item de “uma a seis horas”. Nos hábitos alimentares, referimos alguns dos resultados interessantes: o alimento com maior consumo diário foi o pão (82,7%), seguido pela fruta (76,5%). O alimento mais utlizado uma vez por semana, batatas fritas (77,1%). O alimento que raramente ou nunca é consumido leite magro. Conclusão: Referenciamos a importância e a necessidade de implementar programas de educação alimentar e de promoção da atividade física direcionados para adolescentes, como forma de evitar as doenças e promover um estilo de vida saudável.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3272
Designação: Mestrado em Ensino da Educação Física nos Ensino Básico e Secundário
Aparece nas colecções:FCSH - DCD | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
António Duarte Mesquita Relatório de Estágio.pdfDocumento principal1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.