Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3295
Título: A relação estética das artes plásticas na arquitetura de Miguel Saraiva
Autor: Fidalgo, Ana Cristina Matos Lopes
Orientador: Pinto, Luís Miguel de Barros Moreira
Palavras-chave: Saraiva, Miguel, 1968 - Obra - Estudo de caso
Arquitectura contemporânea
Neoplasticismo
Arquitectura - Artes plásticas
Data de Defesa: Jan-2014
Resumo: Com o presente trabalho, pretende-se defender a tese de que o arquiteto Miguel Saraiva, na primeira década da sua carreira, construiu uma arquitetura que foi beber inspiração aos pintores neoplasticistas, principalmente a Piet Mondrian, apresentando projetos que, após a sua edificação, se constituem como pinturas em três dimensões, jogando com a cor, a luz e o espaço, tomando como moldura o meio e a paisagem envolvente. Parte-se da abordagem de áreas científicas e artísticas diversas e complementares para compreender o contexto, a evolução histórica e os conceitos intrínsecos ao conhecimento da arquitetura e da pintura contemporânea, com o intuito de elaborar uma proposta de análise e a sua aplicabilidade num caso de estudo. Na primeira parte do trabalho, apresenta-se a relação estética das artes plásticas na Arquitetura, realçando a importância da estética no sujeito fruidor, a relação entre a obra de arte e o sujeito e a valorização de modelos de comportamento estéticos. Na segunda parte, estudam-se três temas, a cor, a luz e o espaço, fazendo referência a um determinado período de intervenções de alguns artistas plásticos que foram importantíssimos na forma como o fruidor olha, estuda, compreende e apreende a arte no seu todo e a influência do abstracionismo na arquitetura. Reserva-se a terceira parte da tese aos casos de estudo de uma seleção de obras dos primeiros anos de ateliê de Miguel Saraiva, fazendo um descritivo dessas obras e abordando o relacionamento entre o fruidor e a obra no que toca à perceção estética. Releva-se a cor, a importância da luminosidade e a materialização da luz no património construído. Na conclusão, aborda-se o papel preponderante do desenho na obra do arquiteto Miguel Saraiva, em que este nos apresenta cada projeto como a expressão da sua arte, como um todo em que o domínio do espaço ajuda a proporcionar um percurso unificado entre desenho, pintura e arquitetura, concluindo que o arquiteto pinta a natureza com a sua obra.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3295
Designação: Doutoramento em Arquitectura
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A_Relação_Estética_das_Artes_Pásticas_na_Arquitectura_de_Miguel_Saraiva.pdfDocumento principal8,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.