Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3417
Título: O recurso ao jogo na aprendizagem escolar do português e do espanhol: uma análise contextual na sala de aula
Autor: Valente, Ana Filipa Martins
Orientador: Osório, Paulo José Tente da Rocha Santos
Palavras-chave: Ensino-aprendizagem da língua - Tecnologias de informação e comunicação
Ensino-aprendizagem da língua - Aspectos lúdicos
Ensino-aprendizagem da língua
Língua espanhola - Ensino-aprendizagem
Data de Defesa: 2012
Resumo: Uma das áreas de interesse fulcral nas sociedades é o ensino. Este assume um papel central e mediador, debate-se, reforma-se, isto é, assistimos continuamente a uma tentativa, a um esforço, pelo menos, de mudança. O ensino-aprendizagem não pode ser encarado restritamente, não pode ser nem estar “encarcerado” na instituição escolar. A sua amplitude atinge todo o meio que nos rodeia, nomeadamente a família. No dia a dia das crianças, são inúmeras as situações em que estas se confrontam com o jogo. Este estimula o desejo de aprender e, apesar de impor regras, não tem um carácter de “obrigatoriedade” (só joga quem quer) e flexibiliza a aquisição de conhecimentos. A criança é vista como um ser, um ator social geracional que brinca, que joga, que sonha e, os profissionais da educação, nomeadamente, apercebem-se da importância do jogo para a criança e reconhecem, ou deveriam reconhecer, o valor desta atividade. Este proporciona um maior desenvolvimento e dá curso à potencialidade, não só da criança, mas também do ensino. A matéria a lecionar nem sempre é “apetecível”. Primeiramente, recai sobre ela o peso da obrigatoriedade e, algo que é obrigatório perde, em grande parte, a sua carga motivadora. O uso de estratégias, de ferramentas de ensino, tal como o jogo, poderão aliciar e estimular os alunos em diferentes contextos de aprendizagem. O presente trabalho alicerça-se na ligação, no estreitamento de relações entre jogo e ensino. O uso do jogo em contexto de aprendizagem possibilita uma manipulação e aquisição de conhecimentos, de certa forma, mais acessível, aprazível e “inesquecível”, no sentido de poder permanecer, por um maior período de tempo, na memória e no saber da criança. Este projeto parte de uma abordagem à “profissionalidade”, aos métodos de ensino utilizados pelos docentes, mediante “ferramentas” de ensino baseadas no instrumento de trabalho que é o jogo. Mas serão realmente exploradas as atividades lúdico-didáticas em contexto escolar na sala de aula? A segunda parte do trabalho focar-se-á nas manifestações concretas do jogo, na exploração das atividades lúdicas e didáticas nas aulas, tendo por base os conteúdos dos manuais escolares de Português e de Espanhol e os materiais criados, adaptados para a matéria a ser lecionada. A última parte do trabalho será dedicada à caracterização do estágio pedagógico realizado na Escola Secundária Campos Melo, na Covilhã, em articulação com a Universidade da Beira Interior. Neste capítulo, focar-nos-emos na caracterização da escola e das turmas, refletiremos sobre as aulas assistidas de Português e de Espanhol, e destacaremos a pertinência e importância das atividades dinamizadas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3417
Designação: Dissertação apresentada á Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Ensino do Português 3º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e Espanhol nos Ensinos Básico e Secundário
Aparece nas colecções:FAL - DL | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RELATÓRIO ESTÁGIO.pdf40,93 MBAdobe PDFVer/Abrir
ANEXOS ESPANHOL.pdf69,5 MBAdobe PDFVer/Abrir
ANEXOS PORTUGUÊS.pdf64,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.