Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3429
Título: Tradução, adaptação cultural e validação do safety attitudes questionnaire - short form 2006 para Portugal
Autor: Saraiva, Dora Maria Ricardo da Fonseca
Orientador: Almeida, Anabela Antunes de
Palavras-chave: Organização de saúde - Qualidade dos serviços
Psicometria - Prestação de cuidados de saúde
Safety Attitude Questionnaire (SAQ)
SAQ-short form 2006 - Tradução e adaptação - Portugal
Data de Defesa: 2015
Resumo: A segurança do doente é um parâmetro integrante da qualidade dos cuidados e uma prioridade dos sistemas de saúde. Devido à função estratégica que assume é indiscutível a preocupação crescente das várias organizações de saúde na utilização de instrumentos que avaliem o clima de segurança. O Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) - Short Form 2006 é o instrumento mais utilizado e rigorosamente validado para medir o clima de segurança do doente entre os prestadores de cuidados de saúde. O objetivo deste estudo foi traduzir, adaptar culturalmente e validar este instrumento para Portugal originando a versão SAQ – Short Form 2006 PT. Para o processo de tradução e adaptação cultural realizou-se um estudo metodológico baseado nas recomendações de Beaton et al. (2000) com as etapas: tradução, síntese, retrotradução, avaliação por uma comissão de especialistas, pré-teste e submissão dos relatórios aos autores do instrumento. Para a validação realizou-se um estudo transversal numa amostra de 623 profissionais de saúde. A fidelidade da versão adaptada foi avaliada através da consistência interna e da reprodutibilidade, e a validade de constructo através da análise fatorial confirmatória. O SAQ – Short Form 2006 foi traduzido e adaptado para o contexto português com sucesso. A validade de conteúdo foi garantida através de uma comissão de especialistas. A fidelidade foi confirmada por um alfa de Cronbach de 0,92 e por um coeficiente de correlação de Pearson no teste-reteste de 0,99. Em relação às dimensões, verificaram-se correlações positivas e significativas entre todas as dimensões, com exceção da dimensão reconhecimento do stress. A análise fatorial confirmatória mostrou índices de qualidade de ajustamento que revelam uma adequação muito boa para o modelo de seis fatores (X2/df=1,864; GIF=0,908; CIF=0,951 e RMSEA=0,047). A versão SAQ – Short Form 2006 PT demonstrou boas propriedades psicométricas, através de resultados de fidelidade e validade altamente satisfatórios e auspiciosos, permitindo a sua aplicação como medida válida do clima de segurança na área da saúde em contexto cultural português.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3429
Designação: Mestrado em Gestão de Unidades de Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DGE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Mestrado Dora Saraiva.pdfDocumento principal3,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.