Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3432
Título: O papel dos sites de redes sociais nas organizações de medicina dentária
Autor: Pais, Maria Leonor Centeno Nunes Costa
Orientador: Franco, Mário
Palavras-chave: Organização de saúde - Redes sociais - Portugal
Medicina dentária - Redes sociais - Sites na web
Prática médica - Internet - Vantagens
Prática médica - Internet - Desvantagens
Data de Defesa: 2015
Resumo: A evolução tecnológica registada desde os finais do século XX até a atualidade tem vindo a revolucionar a comunicação, o modo como se trabalha e tantos outros aspetos da vida social. Neste cenário evolutivo e com o surgimento da Web 2.0 proliferaram as organizações, de vários setores da economia, que se ligaram aos sites de redes sociais. As organizações de saúde não foram exceção, estando a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) ligada a este tipo de redes. Neste contexto, este estudo mostra o papel que os sites de redes sociais desempenham nas organizações de medicina dentária da região centro de Portugal. O objetivo principal é aprofundar e contribuir para o conhecimento sobre a utilização destes sites na área da saúde e os objetivos específicos passam pelo conhecimento sobre as vantagens e as desvantagens a elas associadas. Para alcançar estes objetivos, adotou-se uma abordagem de investigação quantitativa que se baseou na aplicação de um questionário e cuja amostra final foi composta por 78 organizações de medicina dentária. Com base nos resultados obtidos, conclui-se que grande parte das organizações estudadas estão ligadas aos sites de redes sociais, com destaque para o Facebook. O principal motivo que leva este tipo de organizações a ligarem-se à rede online prende-se com a sua participação nas redes sociais da Internet e, principalmente, nas potencialidades de marketing que estas redes oferecem. De facto, as vantagens associadas às ferramentas de marketing e a quebra de barreiras entre a organização e o mundo são as que mais se destacam no presente estudo. Quanto às desvantagens, a principal encontra-se associada à divulgação e proliferação de informações de qualidade duvidosa. De acordo com as evidências empíricas obtidas, verificou-se ainda que as organizações analisadas dão outros usos a estes sites, tais como comunicar com clientes/pacientes, receber o feedback pelo serviço prestado para aumentar a satisfação do cliente/paciente e melhorar a qualidade dos serviços prestados. Esta investigação contribui assim para colmatar uma lacuna existente, no que se refere ao conhecimento empírico que correlaciona a prática da medicina dentária, com as vantagens e/ou desvantagens que podem advir da ligação destas organizações aos sites de redes sociais. Outras implicações para a teoria e prática serão também apresentadas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3432
Designação: Mestrado em Gestão de Unidades de Saúde
Aparece nas colecções:FCSH - DGE | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_MªLeonor_Pais.pdfDocumento principal1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.