Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3465
Título: Desempenho de argamassas para reabilitação de revestimentos de fachadas desagregadas sob acções gelo-degelo
Autor: Lourenço, Ricardo Gonçalo Marques
Orientador: Oliveira, Luiz António Pereira de
Palavras-chave: Argamassas
Argamassas de revestimento
Argamassas - Gelo - Degelo
Argamassas - Resistência mecânica
Argamassas - Materiais
Argamassas - Climas frios
Data de Defesa: 2010
Resumo: O objectivo desta dissertação foi avaliar o comportamento das argamassas em climas frios, mais concretamente aos ciclos gelo/degelo. Foram preparados quatro séries de argamassas. Cada série é constituída por quatro argamassas com diferentes adições (cal hidratada, pó de vidro, cinza de lama calcinada e metacaulino). Todas as argamassas ensaiadas apresentam a mesma proporção em volume de materiais, ou seja 1:1:5. A primeira série sem qualquer outra modificação além da quantidade de água necessária para a consistência desejada é referida como série de controlo. Numa segunda série foi executada, se adicionando um introdutor de ar (Sika AER 5) com uma dosagem igual a 0,1% do peso do cimento, que equivale em massa a uma quantidade de 0,5g. A terceira série se constitui de argamassas, nas quais apenas se substituiu 25% do volume de agregados finos por grãos obtidos da reciclagem de poliestireno expandido (EPS). Na quarta série realizou-se a substituição dos mesmos 25% de agregados finos por resíduos de cortiça.(Cor). Procedeu-se à determinação das propriedades físicas e mecânicas destas argamassas com o objectivo de avaliar a influência das mesmas nas propriedades das argamassas no estado fresco e endurecido. Para as argamassas no estado fresco realizaram-se ensaios; consistência, massa volúmica, retenção de água e reologia, para o estado endurecido; resistências mecânicas flexão e compressão, massa volúmica, absorção de água por capilaridade, módulo de elasticidade dinâmico e resistência aos ciclos gelo/degelo de modo a avaliar o comportamento de argamassas em climas frios. Os resultados obtidos viabilizam a utilização dos resíduos estudados como componentes de argamassas de construção. Em geral, tendo em vista todos os ensaios efectuados podemos concluir, que o conjunto de argamassas estudadas, apresentam boas condições para serem empregues em revestimentos de fachadas sujeitas a condições específicas de baixas temperaturas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3465
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Engenharia Civil
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Ricardo Lourenço.pdf1,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.