Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.6/3505
Título: Comportamento reológico e mecânico de argamassas com agregados leves
Autor: Barroca, Paula Alexandra Gil
Orientador: Oliveira, Luiz Antonio Pereira de
Nepomuceno, Miguel Costa Santos
Palavras-chave: Argamassa de revestimento - Comportamento reológico
Argamassa de revestimento - Comportamento mecânico
Reologia - Argamassas
Agregados leves
Agregados reciclados
Data de Defesa: 2013
Resumo: As argamassas de revestimento constituem a parte mais exposta da envolvente exterior dos edifícios, desempenhando um papel importantíssimo na estanquidade à água, durabilidade, salubridade e conforto das habitações. Tais desempenhos são inerentes à composição das argamassas, relativamente ao teor de cada um dos seus componentes, em função da sua aplicação final. Pretende-se com este trabalho compreender a influência de agregados leves de diferentes naturezas, no desempenho de argamassas de revestimento exterior. Com o objetivo de estudar o comportamento reológico e mecânico das argamassas de revestimento, com incorporação de agregados leves reciclados, foi produzida uma argamassa de referência com a mesma proporção em volume aparente de cimento Portland (CEM I 42,5 R), cal hidratada (CL80) e agregados finos, na proporção 1:1:5. A quantidade de agregados finos foi substituída tendo por base duas variáveis de ensaio: a percentagem de substituição do agregado natural por agregados leves (expressa em massa) e o tipo de agregado. Para a concretização deste estudo foram utilizados agregados artificiais de argila expandida com designação comercial Leca S (LS) e materiais provenientes da reciclagem como sejam a cortiça natural (COR), a cortiça expandida (CEX) e o poliestireno expandido (EPS). Para melhor entender todos os parâmetros envolvidos no desempenho das argamassas foram analisadas uma série de características no estado fresco e endurecido, tendo-se sempre como referência as normas vigentes para agregados e argamassas de revestimento. Os resultados obtidos confirmaram na sua generalidade a viabilidade da utilização de agregados leves, como alternativa ou complementaridade aos agregados naturais. De uma forma geral, as argamassas apresentaram bons desempenhos do ponto de vista reológico, físico e mecânico. As argamassas com CEX foram as que apresentaram o pior desempenho quando comparado com os outros agregados leves. Um dos aspetos que merece especial atenção quando se utiliza agregados leves está associado com a perda de trabalhabilidade durante o tempo, em virtude das propriedades de absorção deste tipo de agregados.
Descrição: Agradecimentos:"Expresso também o meu agradecimento a todas as empresas que contribuíram gratuitamente com materiais para a concretização deste estudo experimental, nomeadamente à empresa Sika-Portugal, S.A., o fornecimento do superplastificante e à empresa Sofalca, o fornecimento da cortiça expandida."
URI: http://hdl.handle.net/10400.6/3505
Designação: Dissertação apresentada à Universidade da Beira Interior para a obtenção do grau de mestre em Engenharia Civil
Aparece nas colecções:FE - DECA | Dissertações de Mestrado e Teses de Doutoramento



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.